Esporte

Torcedor russo é expulso da França pela segunda vez

21/06/2016 20h43

Paris, 21 Jun 2016 (AFP) - O torcedor ultranacionalista russo Alexandr Chpryguin, que voltou à França depois de ter sido expulso no último sábado, foi deportado novamente nesta terça-feira, um dia depois de ser detido em Toulouse, antes da partida da Eurocopa contra o País de Gales.

"Ele foi expulso da França. O avião no qual ele se encontra decolou do aeroporto de Paris pouco antes de meia-noite, rumo a Moscou", informou à AFP Pierre-Henry Brandet, porta-voz do ministério do Interior francês.

Presidente de uma associação de torcedores russos, Chpryguin é assessor do deputado Igor Lebedev, membro do partido de extrema direita LDPR.

Ele foi expulso pela primeira vez no sábado, junto com outro 19 torcedores, depois dos episódios de violência que mancharam a partida entre Rússia e Inglaterra, no dia 11 de junho, em Marselha.

De acordo com fontes policiais, Chpryguin conseguiu voltar à França na segunda-feira, desembarcando em Barcelona, na Espanha, antes de fazer o resto do caminho pela estrada.

Ele escapou à vigilância das autoridades espanholas apesar de integrar uma lista de pessoas proibidas de entrar no espaço Schengen, ao mostrar um visto, que, de acordo com a França, foi concedido por outro país da União Europeia.

"Alguns bancaram os espertos", declarou nesta terça-feira o Ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, sem citar o nome de Chpryguin.

O torcedor, que sempre ostenta suas 'façanhas' pelo Twitter, postou uma foto a bordo de um avião da companhia Aeroflot, comemorando o fato de ter a viagem de volta para casa "bancada por dinheiro público francês".

Nesta terça-feira, não houve brigas, mas cinco torcedores turcos foram detidos por soltar sinalizadores durante a partida da seleção do país contra a República Tcheca (vitória por 2 a 0 da Turquia), em Lens.

Três sinalizadores foram lançados no gramado no final da partida, e outros foram acesos por torcedores depois do segundo gol, marcado aos 20 minutos do segundo tempo.

A Turquia corre risco de ser excluída da competição por ser reincidente. Na última sexta-feira, torcedores turcos já haviam acendido sinalizadores nas arquibancadas em Nice, durante derrota por 3 a 0 para a Espanha.

rb-tmo/cto/lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo