Esporte

Atletismo russo deseja ter 67 'repescados' para o Rio-2016

25/06/2016 14h24

Moscou, 25 Jun 2016 (AFP) - O ministro russo dos Esportes informou neste sábado que 67 competidores do país pretendem pedir à Federação Internacional de Atletismo (IAAF) para serem repescados para disputar os Jogos Olímpicos do Rio, apesar dos critérios muito drásticos estabelecidos pela entidade.

"Amanhã, 67 atletas russos vão entregar um pedido individual para participar dos Jogos Olímpicos, é o direito deles", explicou o ministro Vitali Moutko em entrevista à televisão local.

Diante do mega escândalo de doping generalizado e corrupção que abala o atletismo russo, a IAAF manteve no dia 17 junho a suspensão de todas as competições internacionais, decretada em novembro.

A Federação internacional, porém, abriu uma brecha para que atletas que vivem "fora da Rússia" e foram "submetidos a outros sistemas de controles antidoping".

Mesmo assim, o número citado por Mutko parece pouco realista. Os critérios divulgados na quinta-feira pela IAAF confirmaram que apenas os competidores treinando fora do país podem solicitar a repescagem.

Esse critério exclui de fato as principais estrelas russas, como a lenda do salto com vara Yelena Isinbayeva ou o atual campeão mundial dos 110 m com barreiras Sergey Shubenkov.

"Será um grande fracasso para mim se toda a equipe russa do atletismo for afastada", reconheceu Mutko. "Se isso acontecer, estou disposto a assumir minhas responsabilidades a renunciar", sentenciou.

O regulamento tem nove pontos, e obriga os atletas a enviar a candidatura duas semanas antes da competição internacional da qual pretendem participar.

Essa candidatura será submetida a um 'Doping Revue Board', comissão especial sobre doping que avaliará a validade dos pedidos.

A IAAF defende que os russos repescados disputem os Jogos como "neutros', sob a bandeira olímpica, uma ideia descartada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

"Eles participarão com as cores russas porque apenas os membros afiliados ao comitê olímpico nacional podem participar nos Jogos Olímpicos. No entanto, o comitê nacional olímpico russo não está suspenso", explicou na última terça-feira o presidente do COI, Thomas Bach.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo