Esporte

Djokovic cai em Wimbledon e diz adeus ao 'Golden Slam'

02/07/2016 18h28

Londres, 2 Jul 2016 (AFP) - O americano Sam Querrey protagonizou uma enorme zebra neste sábado, ao eliminar o número um do mundo Novak Djokovic na terceira rodada de Wimbledon, em partida iniciada na sexta-feira e interrompida várias vezes pela chuva.

Algoz do brasileiro Thomas Bellucci na rodada anterior, Querrey, de 28 anos, que ocupa a 41ª posição do ranking da ATP, superou o atual bicampeão do torneio em quatro sets, com parciais de 7-6 (8/6), 6-1, 3-6 e 7-6 (7/5).

"É incrível conseguir derrotar Djokovic em Wimbledon, estou tão feliz", vibrou o americano.

Com a derrota, o sérvio disse adeus ao sonho do 'Golden Slam', a conquista dos quatro Grand Slams e da medalha de ouro olímpica no mesmo ano. Ele não perdia há trinta jogos em torneio dessa categoria.

"Eu não estava 100%, mas as condições eram iguais para os dois. Sam jogou de forma incrível, sacou muito bem e ganhou pontos fáceis com isso", lamentou o número um do mundo.

Antes da eliminação precoce em Wimbledon, 'Nole' tinha conquistado o Aberto da Austrália, em janeiro. Também levantou pela primeira vez o troféu de Roland Garros, no mês passado, fazendo história ao se tornar o primeiro em 47 anos a vencer os quatro Grand Slams em sequência.

No total, o sérvio já venceu 12 'Majors' e terá que esperar até setembro para tentar conquistar o 13º.

Antes disso, em agosto, seu grande desafio será a busca do ouro olímpico nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, um dos poucos títulos que ainda faltam na sua brilhante carreira.

- Falhas nos pontos decisivos -Contra Querrey, o número um do mundo foi totalmente irreconhecível.

Diante de um adversário para o qual tinha perdido apenas uma vez em dez confrontos, em 2010, no torneio de Queen?s também na grama, Djoko saiu perdendo por 2 sets a 0 na sexta-feira, quando a chuva interrompeu o jogo.

Muitos pensavam que essa interrupção iria salvar o sérvio, que, de fato, começou muito bem neste sábado, abrindo logo vantagem de 4 a 0 no terceiro set, que acabou fechando em 6-3.

A chuva atrapalhou mais uma vez no quarto set, quando Querrey vencia por 6 a 5.

Mesmo assim, o americano soube manter a frieza quando o jogo foi retomado, vencendo o tie-break para garantir a maior vitória da sua carreira e uma das maiores surpresas da história do tênis.

Diante do pode de fogo do saque de Querrey, que acertou 31 aces, Djoko não conseguiu se encontrar na partida e falhou nos pontos decisivos, principalmente nos tie-breaks.

No último ponto, ele mandou um esquerda muito para fora, mostrando que claramente não estava à vontade em quadra.

Murray aproveita a brechaA derrota do líder do ranking abre um mundo para seus grande rivais. Queridinho da torcida, o escocês Andy Murray, campeão em 2013, avançou às oitavas de final sem problemas, ao superar o australiano John Millman por 6-3, 7-5 e 6-2.

Na próxima fase, o número 2 do mundo terá pela frente o vencedor do duelo entre o australiano Nick Kyrgios (N.15) e o espanhol Feliciano López (N.22), dois adversários difíceis de se enfrentar na grama.

Na verdade, o principal beneficiado pela eliminação de Djoko é o suíço Roger Federer, que não conquista um Grand Slam desde a edição de 2012 de Wimbledon e se encontra justamente na chave do sérvio.

O veterano, que completará 35 anos em agosto, já garantiu sua vaga nas oitavas de final na sexta-feira, ao derrotar o britânico Daniel Evans por 6-4, 6-2 e 6-2, por ter tido o privilégio de jogar na quadra central, a única com teto retrátil.

Seu adversário nas oitavas, o americano Steve Johnson, precisou esperar até este sábado para garantir sua vaga, ao o búlgaro Grigor Dimitrov de virada por 6-7 (6/8), 7-6 (7/3), 6-4 e 6-2.

Johnson terá um dia a menos de descanso, mas ganhou confiança ao derrotar um tenista que ganhou o apelido de 'Baby Federer', por ter um estilo de jogo parecido com o sérvio.

O adversário mais bem ranqueado que o verdadeiro Federer pode enfrentar até a final é o japonês Kei Nishikori, quinto cabeça de chave.

Por conta dos problemas na programação, o alemão Alexander Zverev disputou uma partida válida pela segunda rodada apenas neste sábado, mas não reclamou do fato de Federer ter disputado antes dele uma partida válida pela terceira fase.

"Ele ganhou o torneio sete vezes, não posso reclamar", brincou a promessa de 18 anos, que superou o experiente russo Mikhail Youzhny por 6-4, 3-6, 6-0, 4-6 e 6-2.

No feminino, a principal surpresa do dia foi a eliminação da tcheca Petra Kvitova (N.10), bicampeã de Wimbledon (2011 e 2014), que perdeu por 7-5 e 7-6 (7/5) para a russa Ekaterina Makarova (35ª)

Já a polonesa Agnieszka Radwanska (N.3) derrotou a tcheca Katerina Siniaková com autoridade, por 6-3 e 6-1, enquanto romena Simona Halep (N.5) passou sem sustos pela holandesa Kiki Bertens (N.26) por 6-4 e 6-3.

Atual campeã do Aberto da Austrália, a alemã Angelique Kerber (N.4), que foi derrotada por Bertens na primeira rodada em Roland Garros, mostrou que está finalmente começando a se livrar da ressaca pós-título de Grand Slam ao derrotar a compatriota Carina Witthöft por 7-6 (13/11) e 6-1.

Por causa da chuva, os organizadores resolveram remarcar partidas para este domingo, acabando com a tradicional folga do 'Middle Sunday', dia dedicado à manutenção da grama sagrada do 'All England?s Club'.

Em 130 anos edições do torneio, isso aconteceu apenas três vezes, em 1991, 1997 e 2004.

--Resultados deste sábado em Wimbledon:

Simples feminino (2ª rodada):

Sloane Stephens (EUA/N.18) x Mandy Minella (LUX) 3-6, 7-6 (8/6), 8-6

Timea Bacsinszky (SUI/N.11) x Monica Niculescu (ROM) 4-6, 6-2, 6-1

Ekaterina Makarova (RUS) x Petra Kvitova (RTC/N.10) 7-5, 7-6 (7/5)

Simples feminino (3ª rodada):

Agnieszka Radwanska (POL/N.3) x Katerina Siniaková (RTC) 6-3, 6-1

Dominika Cibulková (SVQ/N.19) x Eugenie Bouchard (CAN) 6-4, 6-3

Simona Halep (ROM/N.5) x Kiki Bertens (HOL/N.26) 6-4, 6-3

Madison Keys (EUA/N.9) x Alizé Cornet (FRA) 6-4, 5-7, 6-2

Misaki Doi (JAP) x Anna-Lena Friedsam (ALE) 7-6 (7/1), 6-3

Angelique Kerber (ALE/N.4) x Carina Witthöft (ALE) 7-6 (13/11), 6-1

Yaroslava Shvedova (CAZ) x Sabine Lisicki (ALE) 7-6 (7/2), 6-1

Lucie Safárová (RTC/N.28) x Jana Cepelová (SVQ) 4-6, 6-1, 12-10

Simples masculino (2ª rodada):

Alexander Zverev (ALE/N.24) x Mikhail Youzhny (RUS) 6-4, 3-6, 6-0, 4-6, 6-2

Simples masculino (3ª rodada):

Sam Querrey (EUA/28) x Novak Djokovic (SRV/1) 7-6 (8/6), 6-1, 3-6 e 7-6 (7/5)

Nicolas Mahut (FRA) x Pierre-Hugues Herbert (FRA) 7-6 (7/5), 6-4, 3-6, 6-3

David Goffin (BEL/N.11) x Denis Istomin (UZB) 6-4, 6-3, 2-6, 6-1

Milos Raonic (CAN/N.6) x Jack Sock (USA/N.27) 7-6 (7/2), 6-4, 7-6 (7/1)

Steve Johnson (EUA) x Grigor Dimitrov (BUL) 6-7 (6/8), 7-6 (7/3), 6-4, 6-2

Kei Nishikori (JAP/N.5) x Andrey Kuznetsov (RUS) 7-5, 6-3, 7-5

Marin Cilic (CRO/N.9) x Lukas Lacko (SVQ) 6-3, 6-3, 6-4

Bernard Tomic (AUS/N.19) x Roberto Bautista (ESP/N.14) 6-2, 6-4, 6-4

Andy Murray (GBR/N.2) x John Millman (AUS) 6-3, 7-5

Jogos interrompidos por falta de luz natural:

Jo-Wilfried Tsonga (FRA/N.12) - John Isner (EUA/N.18) 6-7 (3/7), 3-6, 7-6 (7/5)

Richard Gasquet (FRA/N.7) - Albert Ramos (ESP) 2-6, 7-6 (7/5), 6-2

Lucas Pouille (FRA/N.32) - Juan Martin Del Potro (ARG) 6-7 (4/7), 7-6 (8/6), 7-5

Nick Kyrgios (AUS/N.15) - Feliciano Lopez (ESP/N.22) 6-3, 6-7 (2/7).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo