Esporte

França destroça Islândia e pega Alemanha na semi da Euro

03/07/2016 18h14

Paris, 3 Jul 2016 (AFP) - A seleção francesa deu um show de bola diante de sua torcida e garantiu sua vaga nas semifinais da Eurocopa com goleada de 5 a 2 sobre a Islândia, neste domingo, no Stade de France, ganhando confiança antes da revanche contra a Alemanha.

O placar elástico, com o maior número de gols desde o início do torneio, foi um alívio para a seleção da casa, que sofreu muito mais nas partidas anteriores.

Na primeira fase, garantiu as vitórias sobre Romênia (2-1) e Albânia (2-0) no apagar das luzes, antes de vencer a Irlanda de virada por 2 a 1 nas oitavas.

"Estou muito feliz pelos jogadores, que realmente merecem essa vitória, e pelo público que nos apoiou. Foi muito bom poder proporcionar todas essas emoções", vibrou o técnico Didier Deschamps.

Os anfitriões irão em busca da vaga na final na próxima quinta-feira, em Marselha, contra a atual campeã Alemanha, que no sábado eliminou a Itália nos pênaltis.

As duas seleções nunca se enfrentaram em Eurocopas, mas a França guarda uma péssima lembrança dos últimos confrontos com a 'Mannschaft' em Copas do Mundo.

Foram três eliminações seguidas, duas em semifinais, em 1982 (nos pênaltis, depois do empate em 3 a 3 na prorrogação) e 1986 (2-0), e uma nas quartas, há dois anos, no Brasil (1-0).

"É óbvio que a Alemanha é a melhor equipe, não há dúvidas sobre isso, apesar deles terem levado alguns sustos contra a Itália. Estanos nas semifinais, náo foi fácil, mas vamos tentar de tudo para aproveitar essa oportunidade", ressaltou Deschamps.

Apesar da 'freguesia', os 'Bleus' contam com o apoio da torcida para conquistar mais um título em casa, depois da Euro-184 e da Copa do Mundo de 1998.

Grande revelação do torneio, a Islândia, que eliminou a Inglaterra nas oitavas, saiu de cabeça erguida apesar da goleada.

Estreante em Eurocopas, a seleção do pequeno país de 330.000 habitantes fez uma grande campanha e mereceu os aplausos da sua fanática torcida, que liderou uma verdadeira invasão Viking no Stade de France.

Griezmann assume a artilhariaNa ausência do zagueiro Adil Rami e do volante N?Golo Kanté, o técnico Didier Deschamps escalou o jovem Samuel Umtiti, de 22 anos, que teve um batismo de fogo na sua grande estreia com a seleção francesa, e Moussa Sissoko, que teve boa atuação no empate sem gols com a Suíça.

A Islândia ensaiou uma pressão sobre a saída de bola francesa no início da partida, mas foi logo engolida pelo impacto físico e pela superioridade técnica dos 'Bleus'.

A França, que não havia tinha marcado um golzinho sequer no primeiro tempo marcou logo dois em menos de 20 minutos.

O primeiro saiu dos pés de Giroud, que recebeu ótimo lançamento de Matuidi e tocou na saída do goleiro, anotando seu segundo gol nesta Eurocopa.

O segundo saiu oito minutos depois, em jogada aérea. Criticado pelas atuações abaixo do esperado no início da competição, Pogba abriu sua conta pessoal ao cabecear com estilo em cobrança de escanteio de Griezmann.

A Islândia reagiu aos 40, com um chute venenoso de Gylfi Sigurdsson que quase surpreendeu Lloris, mas o capitão francês conseguiu segurar a bola.

Foi justamente nesse momento em que a França parecia acomodada que Payet tratou de acordar a torcida. Aos 43, Sagna escapou pela direita e cruzou para Griezmann.

O atacante do Atlético de Madri dominou com categoria na entrada da área e ajeitou para Payet chutar rasteiro, no cantinho de Halldorsson.

Autor de duas assistências na partida, Griezmann também queria deixar o dele e desejo foi atendido dois minutos depois.

Pogba fez um longo lançamento desde o campo de defesa, Giroud deixou a bola passar, enganando a zaga islandesa e deixando 'Grizzi' ficar cara a cara com Halldorsson. O camisa 7 finalizou com um toque sutil por cima do goleiro, assumindo a artilharia isolada da competição, com quatro gols marcados.

Islândia 'vence' o segundo tempoA Islândia voltou para o segundo tempo disposta a lutar para não passar em branco, e foi premiada aos 11, com um gol de Sigthorsson, que chutou de primeira após receber cruzamento de Sigurdsson.

O gol de honra foi muito comemorado pela animada torcida islandesa, mas a defesa nórdica vacilou mais uma vez três minutos depois. Em cobrança de falta de Payet, Giroud aproveitou a saída errada do goleiro ganhou de Ingason no alto para cabecear no gol vazio.

Ingason, que que entrou no intervalo, no lugar de Arnason, quase se redimiu aos 17, também de cabeça mas Lloris fez uma defesa de cinema.

A França garantiu sua vaga nas semifinais em grande estilo, mas a Islândia teve o mérito de 'ganhar' o segundo tempo por 2 a 1. Aos 39, Bjarnason cabeceou para as redes em cruzamento Skulason, encerrando de forma digna a grande participação da pequena seleção nórdica nesta Euro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo