Esporte

Portugal, o 'patinho feio' que quer alçar voos mais altos na Eurocopa

03/07/2016 15h51

Marcoussis, França, 3 Jul 2016 (AFP) - A seleção portuguesa, que chegou às semifinais da Eurocopa sem vencer uma partida sequer no tempo normal, passou os últimos dias rebatendo críticas sobre o jogo pouco vistoso e a falta de pontaria de Cristiano Ronaldo.

CR7 e companhia empataram as três partidas da fase de grupos, contra Islândia (1-1), Áustria (0-0) e Hungria (3-3). Só avançaram para as oitavas de final por terminar entre os melhores terceiros colocados.

No mata-mata, mais sufoco. Nas oitavas, a Croácia foi derrotada no finalzinho da prorrogação (1-0), com gol de Ricardo Quaresma, e nas quartas a vaga foi garantida nos pênaltis, depois do empate em 1 a 1 com a Polônia.

Ele passaram toda essa dificuldade mesmo sem enfrentar adversários de peso. Levando em conta o ranking da Fifa, que nem sempre reflete a força real de uma seleção, o mais bem colocado é a Áustria (10º), seguida da Hungria (20º), com Croácia e Polônia empatadas em 27º e Islândia fechando em 34º.

O último obstáculo rumo à final também é longe de ser um medalhão: o modesto País de Gales (26º), grande sensação do torneio junto com a Islândia.

Será o reencontro de CR7 com Gareth Bale, seu companheiro de ataque no Real Madrid.

Comparações com a Grécia de 2004Por mais que tenha mais tradição que todos os adversários que enfrentou até agora, a 'selecção' vem sem comparado à Grécia, que surpreendeu a todos ao conquistar a Eurocopa-2004, com futebol ultra-defensivo.

Por ironia do destino, quem amargou o vice-campeonato foi justamente Portugal, que disputava o torneio em casa, a primeira grande decepção de Cristiano Ronaldo, que tinha apenas 19 anos.

Com esquema em 4-4-2, que pode evoluir em 5-3-2 quando o técnico Fernando Santos resolve armar uma retranca maior ainda, os lusos tiveram uma posse de bola bem inferiores aos rivais do mata-mata (59% contra 41% diante da Croácia, 54 a 46 contra a Polônia).

Mesmo assim, Nani, que forma dupla de ataque com CR7, não quer saber de comparações com a Grécia de 2004.

"Já mostramos que somos diferentes. Praticamos um bom futebol. Temos nossos objetivos e se for preciso, podemos abrir mão de jogar bonito. Todo mundo gosta de fazer gols e agradar a torcida, mas temos que pensar que a vitória é o mais importante", opinou o meia do Fenerbahçe.

"Podemos mandar bolas na trave, fazer gols e um monte de dribles e não ganhar. O que interessa é vencer, de qualquer maneira. Se isso acontecer, o povo vai ficar satisfeito", completou o jogador de 29 anos.

As comparações com a Grécia não viram por acaso. Antes de chegar ao cargo, em 2014, o técnico Fernando Santos comandou por quatro anos a seleção grega, sucedendo justamente ao alemão Otto Rehagel, que dez anos antes tinha levado o país ao título europeu.

'Ainda não ganhamos nada'Depois das oitavas de final, Santos afirmou que "o jogo só foi chato para os croatas, que foram embora para casa".

"O futebol não é questão de jogar feio ou bonito. Ou se joga bem ou se joga mal. A arte de defender bem também é uma grande arte no futebol", enfatizou.

O treinador manteve o mesmo discurso depois das quartas. "Não estamos aqui para ser bonitos ou feios. Não importa ser o patinho feio, só quero chegar à final. Se me perguntam se prefiro ser bonito e voltar para casa ou disputar as semifinais da Eurocopa, prefiro ser feio", completou.

Para garantir o carinho da torcida em meio aos críticas, o próprio Cristiano Ronaldo foi ao encontro dos fãs depois do treino deste domingo.

"Vimos até aqui para agradecer o apoio de vocês. Ainda não ganhamos nada, mas vamos tentar de tudo nas semifinais e na final. Continuem nos apoiando, estamos muito orgulhosos, muito obrigado", afirmou o craque do Real Madrid, com microfone na mão, para a alegria dos cerca de 500 fãs aglomerados no local.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo