Esporte

Federer nas quartas de Wimbledon com recorde; Murray e Serena também avançam

04/07/2016 17h19

Wimbledon, Reino Unido, 4 Jul 2016 (AFP) - Hetptacampeão de Wimbledon, o suíço Roger Federer continuou seu passeio no torneio londrino ao atropelar o americano Steve Johnson, neste segunda-feira, garantindo sua vaga nas quartas de final com autoridade e igualando de quebra o recorde absoluto de vitórias em Grand Slams.

Com o triunfo por 6-2, 6-3, 7-5 sobre o 29º cabeça de chave, o número 3 do mundo venceu sua 306ª partida em 'Majors', número alcançado apenas pela lendária Martina Navratilova.

O veterano de 34 anos também igualou o recorde de participações às quartas de final de Wimbledon na aberta (desde 1968), avançando para essa fase pela 14 vez, como o americano Jimmy Connors.

Serena Williams não ficou muito para trás. A número um do mundo, que também tem 34 anos, obteve sua 301ª vitória em Grand Slams e se classificou às quartas de Wimbledon pela 12ª vez na sua carreira, ao vencer a russa Svetlana Kuznetsova por 7-5 e 6-0.

Jogador mais bem ranqueado no masculino ainda vivo no torneio, depois do terremoto causado pela eliminação do número um do mundo Novak Djokovic, o escocês Andy Murray (N.2) também passou se fase com facilidade.

O queridinho da torcida local despachou o jovem australiano Nick Kyrgios(N.15) com facilidade, por 7-5, 6-1 e 6-4.

Nishikori e Gasquet abandonamO britânico mostrou muita força, mas 'Manic Monday' (segunda-feira louca), como é conhecido o primeiro dia da segunda semana da competição, que concentra a disputa de todos os duelos de oitavas de final, teve claramente Roger Federer como principal estrela.

"Não estou correndo tanto atrás dessas marcas", afirmou o suíço, cujo real objetivo é melhorar seu recorde mais importante: o de títulos em Grand Slams. O 17º foi conquistado em 2012, quando levantou troféu de Wimbledon pela sétima vez (outro recorde), mas desde então o veterano vem batendo na trave.

Nesta edição do torneio londrino, o suíço não perdeu um set sequer e deixou para trás os problemas físicos que o impediram de disputar Roland Garros no mês passado.

Contra Johnson, ele brilhou no saque e voleio e fechou a partida em apenas 1h37.

"É a primeira vez em muito tempo que tive a impressão de jogar totalmente relaxado", afirmou o veterano, que foi submetido a uma cirurgia no joelho em fevereiro e teve problemas na coluna nas últimas semanas.

Com a eliminação de Djokovic, Federer viu o caminho rumo à final ficar bem mais aberto, mas o próximo adversário promete dar bastante trabalho.

Nas quartas, ele enfrentará o croata Marin Cilic (N.9), que nesta segunda-feira foi beneficiado pela lesão de Kei Nishikori (N.5).

O japonês precisou abandonar a partida por sofrer dores nas costelas, um desfecho amargo para a reedição da final do US Open de 2014, vencida pelo croata.

Curiosamente, o último confronto entre Federer e Cilic também foi naquela edição do Grand Slam nova-iorquino, e o croata surpreendeu a todos ao vencer por 6-3, 6-4 e 6-4.

Já Murray fez a alegria da quadra central ao despachar Kyrgios em 1h43. Na próxima fase, o britânico enfrentará o francês Jo-Wilfried Tsonga (N.12), beneficiado pela desistência do compatriota Richard Gasquet (N.7), que sentiu dores nas costas quando perdia o primeiro set por 4 a 2.

Tsonga lamentou o fato de ter avançado nessas circunstâncias, mas o fato de passar apenas 24 minutos em quadra acabou sendo um alívio, depois da 'maratona' de 4h24 de domingo contra John Isner, que venceu por 19 a 17 no quinto set.

A França terá outro representante nas quartas, o jovem Lucas Pouille, de 22 anos, que venceu uma batalha de cinco sets contra o australiano Bernard Tomic, que superou por 6-4, 4-6, 3-6, 6-4 e 10-8.

Williams em dose duplaNo feminino, Serena Williams, que, como Federer, tem uma tabela bastante favorável rumo à final, mostrou toda sua potência contra Kuznetsova, ao acertar 14 aces e 43 'winners'.

Nas quartas, a americana poderá vingar a compatriota Coco Vandeweghe (N.27), derrotada por duplo 6-3 por outra russa, Anastasia Pavlyuchenkova (N.21).

Sua irmã mais velha Venus também venceu nesta segunda-feira. Aos 36 anos, a número 8 do mundo superou a espanhola Carla Suárez (N.12) por 7-6 (7/3), 6-4 e disputará as quartas de um Grand Slam pela primeira vez desde 2010.

Depois da eliminação da número 2 do mundo Garbine Muguruza logo na segunda rodada, o torneio perdeu outra grande favorita, a polonesa Agnieszka Radwanska (N.3).

A vice-campeã de 2012 perdeu um duelo acirrado com a eslovaca Dominika Cibulkova (N.19), desperdiçando um 'match point' na derrota por 6-3, 5-7, 9-7, em 3h00 de jogo.

Cibulkova, que tem casamento marcado para sábado, dia da final feminina, admitiu que pode mudar os planos. "Se eu vencer na terça-feira (a adversárias das quartas de final é a russa Elena Vesnina), vamos adiar o casório", prometeu a 'baixinha' de 1,60 m.

--Resultados desta segunda-feira em Wimbledon:

- Simples feminino - Oitavas de final:

Serena Williams (EUA/N.1) x Svetlana Kuznetsova (RUS/N.13) 7-5, 6-0

Anastasia Pavlyuchenkova (RUS/N.21) x Coco Vandeweghe (EUA/N.27) 6-3, 6-3

Dominika Cibulkova (SVQ/N.19) x Agnieszka Radwanska (POL/N.3) 6-3, 5-7, 9-7

Elena Vesnina (RUS) x Ekaterina Makarova (RUS) 5-7, 6-1, 9-7

Simona Halep (ROM/N.5) x Madison Keys (EUA/N.9) 6-7 (5/7), 6-4, 6-3

Angelique Kerber (ALE/N.4) x Misaki Doi (JAP) 6-3, 6-1

Venus Williams (EUA/N.8) x Carla Suárez (ESP/N.12) 7-6 (7/3), 6-4

Yaroslava Shvedova (CAZ) x Lucie Safarova (RTC/N.28) 6-2, 6-4

- Simples masculino - Oitavas de final:

Sam Querrey (EUA/N.28) x Nicolas Mahut (FRA) 6-4, 7-6 (7/5), 6-4

Milos Raonic (CAN/N.6) x David Goffin (BEL/N.11) 4-6, 3-6, 6-4, 6-4, 6-4

Roger Federer (SUI/N.3) x Steve Johnson (EUA) 6-2, 6-3, 7-5

Marin Cilic (CRO/N.9) x Kei Nishikori (JAP/N.5) 6-1, 5-1 e abandono

Lucas Pouille (FRA/N.32) x Bernard Tomic (AUS/N.19)) 6-4, 4-6, 3-6, 6-4, 10-8

Jo-Wilfried Tsonga (FRA/N.12) x Richard Gasquet (FRA/N.7) 4-2 e abandono

Andy Murray (GBR/N.2) x Nick Kyrgios (AUS/N.15) 7-5, 6-1, 6-4.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo