Esporte

Companheiros de Real Madrid, CR7 e Bale duelam por vaga na final da Euro

05/07/2016 16h35

Lyon, 5 Jul 2016 (AFP) - Portugal contra Pais de Gales: um duelo entre astros do Real Madrid. O ícone português Cristiano Ronaldo vai tentar se aproximar de seu primeiro título com a seleção, nesta quarta-feira pelas semifinais da Euro, mas terá pela frente o colega de clube, a estrela galesa Gareth Bale.

"Não é só um confronto entre dois jogadores, é um duelo entre dois países", declarou Bale, na tentativa de diminuir as expectativas colocadas nos dois craques mais caros da história do futebol e que juntos conquistaram a Liga dos Campeões com o Real, em maio.

Mas em Portugal, país apaixonado por futebol, o destino esportivo da nação se confunde com o de Cristiano.

Em 2004, em seu primeiro grande torneio, CR7 chegou à final da Euro, uma chance de ouro de dar a Portugal seu primeiro título internacional. Para completar, os lusos eram anfitriões do evento.

Para surpresa geral, a Grécia e seu futebol pouco vistoso, baseado na retranca, acabou levando a melhor na final, vencendo por 1 a 0 em Lisboa, deixando um jovem Cristiano Ronaldo, na época com 19 anos, em lágrimas no campo.

Desde então, Portugal sempre chegou longe, mas nunca mais foi finalista na Euro: quartas de final em 2008, semifinalista em 2012. Em Lyon, nesta quarta-feira, Cristiano Ronaldo poderá tirar o atraso.

- Falta de ambição -Para isso, todos os meios são válidos, apesar de Portugal ser duramente criticado pela falta de ambição da equipe dentro de campo. Em cinco partidas nesta Euro, os lusos ainda não venceram uma partida no tempo regulamentar, com três empates na fase de grupos (contra Islândia, Áustria, Hungria), uma vitória na prorrogação contra a Croácia (oitavas de final) e uma classificação às semis nos pênaltis diante da Polônia (quartas).

"Gostaríamos de ganhar com um jogo espetacular, mas não é sempre assim que se vence uma competição", respondeu Fernando Santos.

O técnico, porém, tem a disposição jogadores de alto nível, com uma defesa liderada por outro jogador do Real Madrid, o brasileiro naturalizado português Pepe, além de ótimas armas ofensivas, como Nani, Ricardo Quaresma e a jovem promessa Renato Sanches, reforço do Bayern de Munique.

CR7 tem também um desafio pessoal a superar: quebrar o recorde de gols em Eurocopas. O francês Michel Platini marcou 9 vezes (todos os gols na Euro-84), enquanto o atacante português balançou as redes 8 vezes, mas em quatro edições da competição continental.

Os portugueses serão favoritos contra o País de Gales, surpreendente semifinalista que nunca havia disputado a Euro. O maior feito da história dos galeses foi uma derrota nas quartas de final da Copa do Mundo-1958 para o Brasil (1-0), partida em que Pelé marcou seu primeiro gol pela seleção.

- Sem Ramsey -Dentro de campo, a equipe do técnico Chris Coleman vem mostrando um futebol eficiente e de bom trabalho coletivo, justificando ter chegado tão longe na Eurocopa. A paparicada Bélgica, tida como umas das favoritas ao título, sabe bem disso, sendo derrotada por 3 a 1 nas quartas de final.

Além da qualidade coletiva, os 'Dragões' podem contar com o talento de uma estrela mundial.

Individualmente, Bale vem fazendo uma Euro melhor que Cristiano Ronaldo, marcando três gols na competição e tendo grande responsabilidade no sucesso histórico de Gales, sempre graças à velocidade e potência.

"Eu sempre soube que poderíamos fazer algo de especial nesta Euro, é só lembrar dos contos de fadas da Grécia (2004) e da Dinamarca (campeão em 1992)", garantiu Bale.

A prova? "Eu só marquei minhas férias para depois do dia 11 de julho", dia seguinte à final.

Bale sonha agora reencontrar na final da Euro outro jogador do Real, o alemão Toni Kroos, que enfrentará a França na outra semifinal. "Ele tinha falado que a gente só jogaria as três partidas da fase de grupos, então seria legal dar de cara com ele na final", brincou o astro galês.

Bale, porém, não poderá contar com a valiosa ajuda da outra estrela da seleção, o meia Aaron Ramsey, suspenso, assim como do lateral Ben Davies. Duas ausências importantes para uma equipe que não costuma promover grande rotatividade no time titular.

- Prováveis escalações:

Portugal : Rui Patricio - C. Soares, Pepe, Fonte, Guerreiro - Renato Sanches, Danilo Pereira, Moutinho, André Gomes - Nani, C. Ronaldo

T: Fernando Santos

País de Gales: Hennessey - Chester, A. Williams, Collins - Gunter, Ledley, Allen, Taylor - J. Williams, Bale - Robson-Kanu

T : Chris Coleman

Árbitro: Jonas Eriksson (SUE).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo