Esporte

Alemanha e França se enfrentam em duelo para reescrever a história

06/07/2016 15h32

Marselha, 6 Jul 2016 (AFP) - Uma velha rixa e a busca por reescrever a história: dois dos maiores rivais do futebol europeu, a campeã do mundo Alemanha e a anfitriã França, se enfrentam nesta quinta-feira pelas semifinais da Eurocopa-2016, em Marselha.

A dramática semifinal da Copa do Mundo-1982, em Sevilha, ainda assombra o futebol francês e o peso da história será palpável.

A agressão de Harald Schumacher contra Patrick Battiston que sequer foi assinalada como falta; a saída de campo na maca do zagueiro francês com Michel Platini segurando sua mão; os gols de Marius Trésor e de Alain Giresse na prorrogação antes da derrota nos pênaltis: são tantos momentos marcantes de uma mesma partida que seguem nas mentes dos franceses.

Do lado alemão, o oposto. Esta partida só traz uma vaga lembrança de mais uma semifinal vitoriosa.

Desde então, a França ainda não conseguiu dar o troco no arquirrival em um grande torneio e, no último confronto, foi derrotada pela Alemanha nas quartas de final da Copa do Mundo do Brasil-2014 (1-0).

O contexto histórico é só o cenário para o espetáculo que será apresentado ao público em Marselha.

As partidas lendárias, suas mitologias 'vintage' e a nostalgia fazem do futebol esse esporte tão apaixonante. Mas, para quem está dentro de campo, tudo é muito mais realista.

- Alemanha quer outro título -Para os alemães, uma classificação seria principalmente um passo a mais rumo à hegemonia do futebol, somando ao título na Copa do Mundo do Brasil a Eurocopa.

Para os franceses, vencer a Alemanha seria uma primeira prova de força na Euro, após cinco partidas contra adversários modestos (Romênia, Albânia, Suíça, Irlanda e Islândia).

"Esse tipo de partida nos permitirá fazer história", afirmou o capitão francês Hugo Lloris. "Temos uma nova página a escrever. Hoje, ela está em branco, os jogadores podem enchê-la amanhã", concordou o técnico Didier Deschamps.

"Não há muito jogos mais bonitos do que esse. É por este tipo de partida que nos interessamos por futebol e que assistimos à Euro", elogiou por sua vez o atacante alemão Thomas Müller.

"Não será uma partida como há dois anos, no Brasil. Vamos enfrentar um adversário sólido e será muito difícil. Eles vão enfrentar muita pressão por jogar em casa, e tentaremos usar essa arma contra eles", afirmou o meia Toni Kroos.

A Alemanha vem impressionando pelas atuações metódicas desde o início da Euro e já se livrou de um grande rival nas quartas de final, a Itália, vencendo nos pênaltis após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar e prorrogação.

A 'Mannschaft', porém, sofrerá com desfalques para o duelo contra a França (Hummels suspenso, Gomez e Khedira machucados). "O medo não faz parte das emoções que esta equipe sente", garantiu Müller.

Já os franceses sonham em reeditar as conquistas 'caseiras' na Euro-1984 e no Mundial-1998, mas ainda sofrem com incertezas.

- Griezmann ou Müller ? -A seleção francesa foi remodelada na pressa por Deschamps devido à enxurrada de ausências por lesões e problemas extracampo. Com isso, não pôde contar com cinco jogadores titulares na Copa do Mundo do Brasil (Debuchy, Varane, Sakho, Valbuena, Benzema).

A diferença a favor dos 'Bleus' poderá ser Antoine Griezmann, artilheiro da atual edição da Euro com 4 gols, e sua parceria de sucesso com Olivier Giroud, peça fundamental no esquema de Deschamps. Mais uma vez, a incógnita será o meia Paul Pogba, que vem se recuperando após início decepcionante de competição.

Para a torcida da Alemanha, a esperança é que Müller dê um fim à impressionante seca de gols.

As duas equipes se enfrentaram em amistoso em 13 de novembro, mas a vitória dos 'Bleus' (2-0) na ocasião foi ofuscada pelos atendados em Paris e no Stade de France.

Voltando a falar de história, os torcedores franceses lembrarão que foi no estádio Velodrome, em Marselha, que a equipe liderada por Michel Platini havia derrotado Portugal nas semifinais da Euro-84, antes da conquista de seu primeiro título internacional.

Os torcedores alemães, por outro lado, preferem lembar que desde 1972, a 'Mannschaft' enfrentou seis vezes o país-sede nas semifinais de Copa do Mundo ou Euro... e ganhou todas.

-Prováveis escalações

Alemanha: Neuer - Kimmich, Boateng, Höwedes, Hector - Kroos, Schweinsteiger (cap) - Götze, Özil, Draxler - Müller

T: Joachim Löw (ALE)

França: Lloris (cap) - Sagna, Koscielny, Umtiti (ou Rami), Evra - Pogba, Matuidi - Sissoko, Griezmann, Payet - Giroud

T: Didier Deschamps (FRA)

Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo