Esporte

França-Alemanha: declarações de Didier Deschamps

07/07/2016 20h13

Paris, 7 Jul 2016 (AFP) - Didier Deschamps (Técnico da França em entrevista ao canal TF1): "Tivemos tantos percalços para chegar até a final que foi complicado encontrar um equilíbrio. Com os jogadores que eu tenho, não poderia escalar minha equipe para jogar como a Itália, defendendo o tempo todo. Nem sempre fomos eficientes, mas decidi criar um bloco bem compacto. Nesse sentido, Giroud e Griezmann contribuíram muito para o equilíbrio da equipe. Acho que nossa seleção é amada porque dá vontade de amá-la. Ela não é perfeita, mas é o que faz seu charme. Todo mundo pode se indentificar com ela. Desde que iniciamos a preparação, não tive atrito com nenhum jogador. Isso é o mais importante. Você pode ter toda a qualidade do mundo, se o grupo não viver bem, já era. Não quero falar em pressão sobre minhas costas. Quem sofre pressão é quem acorda às 6h00 da manhã para trabalhar. No meu caso, é só adrenalina. Não quis fazer mudanças no intervalo apesar das dificuldades encontradas no primeiro tempo. Achei melhor fazer algumas modificações táticas, porque jogávamos muito recuados e não conseguíamos bloqueá-los.".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo