Esporte

Murray despacha Berdych e encara Raonic na final em Wimbledon

08/07/2016 15h38

Wimbledon, Reino Unido, 8 Jul 2016 (AFP) - O britânico Andy Murray se classificou à final de Wimbledon pela 3ª vez na carreira ao despachar o tcheco Tomas Berdych, 10º cabeça de chave, em três sets, 6-3, 6-3, 6-3, nesta sexta-feira.

O número 2 do mundo, derrotado por Roger Federer em 2012 e campeão no ano seguinte, terá pela frente na decisão deste domingo o canadense Milos Raonic, que mais cedo precisou batalhar em cinco sets com o suíço.

Esta será a 11ª final de Grand Slam para Murray, que até hoje só venceu duas: Wimbledon em 2013 e o US Open de 2012.

Novak Djokovic, que derrotou o britânico nesta temporada na final do Aberto da Austrália pela quarta vez, assim como na final em Roland Garros, não estará em quadra para acabar com os planos do queridinho da casa.

O sérvio foi surpreendentemente eliminado na terceira rodada. Com a derrota de Federer nesta sexta-feira, Murray parece ter caminho livre para conquistar mais um título, mas terá que domar o forte saque de Raonic.

Raonic supera FedererO canadense derrotou Federer em cinco sets, 6-3, 6-7 (3/7), 4-6, 7-5, 6-3, e avançou para disputar a final de Wimbledon, a primeira de sua carreira em Grand Slam.

O gigante de 1,96 m conseguiu um feito histórico nesta sexta-feira, sendo responsável pela primeira derrota de Federer em semifinais de Wimbledon. O suíço havia vencido as 10 semis que disputou no All England Club, perdendo apenas um set.

Raonic não permitiu que Federer, recordista de títulos de Grand Slam (17), chegasse pela 28ª vez à final de um dos quatro grandes torneios do tênis. Aos 35 anos, a lenda viva do esporte talvez não terá muitas outras chances de voltar a conquistar um Grand Slam.

"Espero estar de volta na Quadra Central de Wimbledon na próxima temporada", declarou o suíço após a partida.

Federer, porém, não esteve longe da vitória. Chegou a abrir dois sets a um de vantagem e teve três oportunidades de quebra no quarto set, mas Raonic, que o suíço havia derrotado com facilidade em 2014 (triplo 6-4), se mostrou paciente e forte mentalmente.

O saque fortíssimo de Raonic -232 km/h, recorde desta edição de Wimbledon- e os ângulos variados de direita acabaram fazendo a diferença a favor do canadense.

Raonic também foi mais oportunista. Suas formidáveis devoluções de saque no 12º game do quarto set reverteram a tendência da partida, num momento em que Federer se encaminhava à 85ª vitória da carreira em Londres.

"Eu lutei muito no terceiro e no quarto set. Ele jogou um grande tênis. É realmente uma grande felicidade continuar vivo no torneio, mas ainda não estou satisfeito", comemorou Raonic.

No fim, a vitória do canadense foi justa e os números comprovam: 23 aces contra 16 de Federer e impressionantes 75 winnners, enquanto o suíço acertou 49.

- Resultados desta sexta-feira em Wimbledon:

Simples Masculino (Semifinais):

Milos Raonic (CAN/N.6) x Roger Federer (SUI/N.3) 6-3, 6-7 (3/7), 4-6, 7-5, 6-3

Andy Murray (GBR/N.2) x Tomas Berdych (RTC/N.10) 6-3, 6-3, 6-3.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo