Esporte

Lesionado, CR7 deixa final da Euro aos prantos

10/07/2016 18h03

Saint-Denis, França, 10 Jul 2016 (AFP) - A seleção portuguesa sofreu um enorme baque na final da Eurocopa, com a lesão do superastro Cristiano Ronaldo, que deixou o campo chorando, de maca, aos 25 minutos de jogo no duelo contra a anfitriã França, neste domingo, no Stade de France.

O craque do Real Madrid sofreu uma pancada no joelho aos dez minutos do primeiro tempo, em dividida com Payet, foi atendido duas vezes pela equipe médica, mas não conseguiu permanecer em campo e foi substituído por Ricardo Quaresma, sob os aplausos do público, inclusive dos torcedores da França.

Quando Cristiano estava deitado no gramado, chorando, uma borboleta pousou no seu rosto, uma imagem marcante que viralizou nas redes sociais.

No final do tempo regulamentar, ele voltou à beira do gramado para apoiar os companheiros. As câmeras de televisão captaram um longo abraço com o zagueiro brasileiro naturalizado português Pepe, que era dúvida por sentir dores musculares, mas acabou sendo escalado.

CR7 disputava aos 31 anos sua segunda decisão de Eurocopa. Na primeira, com 19 anos, ele também chorou. Era em 2004, no estádio da Luz de Lisboa, e Portugal amargou o vice-campeonato em casa ao perder por 1 a 0 para a surpreendente Grécia.

"Depois da final perdida na Euro-2004, chorei de tristeza. Domingo, também espero chorar, mas de alegria", tinha afirmado o atacante depois de garantir a classificação para a final.

Autor de três gols nessa Euro, o capitão da seleção lusa igualou em quatro edições do torneio o recorde de Michel Platini, que marcou nove vezes em 1984, quando a França conquistou seu primeiro título continental em casa.

Quando o craque saiu de maca, o técnico dos 'Bleus', Didier Deschamps, se aproximou para dizer-lhe algumas palavras de conforto.

"Eu não posso ver meu filho desta forma o meu filho. O jogo é chutar a bola e não ferir o adversário", lamentou a mãe de Cristiano, Dolores Aveiro, no Twitter.

"É terrível ver Cris sair assim, espero que não seja muito grave", reagiu o galês Gareth Bale, companheiro de clube de CR7 no Real, cuja seleção foi eliminada por Portugal nas semifinais (2-0), com um gol e uma assistência do craque.

kn-nip-agu/pgr/lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo