Esporte

Sam Allardyce é o novo técnico da seleção da Inglaterra

22/07/2016 21h27

Londres, 23 Jul 2016 (AFP) - "Não é um segredo, é o cargo que eu sempre quis", vibrou Sam Allardyce nesta sexta-feira (22), ao ser apresentado como o novo técnico da seleção inglesa, o ponto alto de 25 anos de uma carreira de altos e baixos.

O treinador de 61 anos, que salvou o Sunderland do rebaixamento na temporada passada, assinou um contrato de dois anos, que vence depois da Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

"Big Sam" terá a dura missão de reerguer a seleção que deu vexame na última edição da Eurocopa, ao perder por 2 a 1 para a surpreendente Islândia nas oitavas de final.

O fiasco na França levou o antecessor de Allardyce, Roy Hodgson, a renunciar ao cargo, depois de quatro anos em que a Inglaterra foi bem nas eliminatórias, mas muito mal nos grandes torneios. Em 2014, no Brasil, ficou pelo caminho logo na primeira fase.

"Além do objetivo prioritário, que será a classificação para a fase final da Copa do Mundo de 2018, Allardyce terá que construir uma equipe forte e determinada, além de desenvolver o potencial da nossa seleção jovem e talentosa", explicou a Federação Inglesa (FA) em um comunicado.

De fato, Hogdson conseguiu lançar vários jovens talentosos, como Dele Alli, de 20 anos, o Marcus Rashford, de 18, mas sem obter os resultados esperados.

"Estou honrado por ter sido escolhido. Vou fazer de tudo para ajudar a Inglaterra a obter bons resultados e dar à nossa nação e aos fãs o sucesso que merecem", prometeu Allardyce.

"Temos jogadores talentosos e dedicados. Está na hora de mostrar que podemos jogar à altura desse potencial", completou.

- Carreira iniciada com uma 'piada' -Para "Big Sam", a nomeação é uma revanche sobre a humilhação de 2006, quando foi preterido pela federação, que preferiu apostar em Steve McLaren para suceder ao sueco Sven-Goran Eriksson.

Apesar da longa experiência na Premier League, o novo treinador da Inglaterra não ostenta um currículo de prestígio.

Ele chega ao cargo sem nunca ter comandado um grande time europeu, mas é conhecido por "tirar leite de pedra" em clubes de menor expressão.

Sua trajetória como treinador foi no mínimo atípica. Aos 36 anos, quando foi chamado pelo padre Joe Young para treinar a pequena equipe inglesa de Limerick, o ex-zagueiro pensou que fosse piada.

"Ele me disse 'você está me sacaneando, Reidy", contou o padre em entrevista ao jornal Daily Telegraph.

"Ele pensava que eu fosse Peter Reid (ex-jogador do Everton, amigo de Allardyce) e que eu estivesse brincando com ele", revelou.

Mesmo surpreso, "Big Sam" aceitou o desafio e levou o time ao título da segunda divisão irlandesa, em 1992.

Depois desse primeiro sucesso, ele voltou à Inglaterra para trabalhar em clubes pequenos como Blackpool ou Notts County.

Seu primeiro trabalho de destaque foi no Bolton, time que treinou por oito temporadas, de 1999 a 2007.

Em 2005, garantiu a primeira classificação da história do clube do norte da Inglaterra para uma competição europeia ao terminar em sexto lugar da Premier League.

O Bolton praticava um futebol muito agressivo e defensivo, que lhe valeu muitas críticas, mas confirmou sua capacidade de tirar o melhor de seus jogadores, mesmo sendo acusado por José Mourinho de praticar "um futebol do século XIX".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo