Esporte

Ma Long, o mesatenista número 1 do mundo 'dopado' com álcool

01/08/2016 09h11

Pequim, 1 Ago 2016 (AFP) - Número um do mundo do tênis de mesa, o chinês Ma Long não esconde que costuma se 'dopar' com bebida alcoólica para superar crises de estresse.

O atleta de 27 anos domina o ranking modalidade há anos, mas não conseguiu se classificar para os Jogos Olímpicos de Londres.

Ele tentará buscar a primeira medalha no Rio, um ano depois de se sagrar campeão mundial pela primeira vez da sua carreira, depois de quatro fracassos.

O mesatenista nascido na província de Liaoning (nordeste) impressiona com sua técnica, com saque devastador e efeitos desconcertantes.

Apesar de todas essas qualidades, ele costumava 'amarelar' na hora do vamos ver. Por isso o técnico da seleção chinesa, Liu Guoliang, precisou inovar para ajudá-lo a relaxar antes dos torneios mais importantes.

"Para Ma Long, duas coisas são importantes", descreve Lio à AFP: "a primeira é beber álcool em um bar quando a pressão é forte demais". A segunda é bater um papo descontraído com ele para espairecer, revela o treinador.

Vale ressaltar que o álcool não faz parte das substâncias proibidas pela Agência Mundial Antidoping (Wada) e que é consumido apenas com moderação por Ma Long. Afinal, o tênis de mesa é um esporte que exige reflexos aguçados.

"A ideia é apenas ajudá-lo a relaxar, porque ele costuma ser submetido a regras muito estritas", resume Liu.

- 'Libertar de um fardo' -No Rio, Ma Long disputará os torneios individuais e por equipes, ao lado do compatriota Zhang Jike, medalhista de ouro em Londres, que pode se tornar o primeiro bicampeão olímpico da história.

"Acho que Ma Long é o favorito ao ouro, mas ele precisa cuidar do aspecto mental, tentar vencer o estresse ", analisa Liu Guoliang.

Para alguns observadores, Ma Long é o melhor mesatenista da história, mas potente e mais rápido que o lendário sueco Jan-Ove Waldner.

Um rótulo que coloca ainda mais peso nas costas do jovem chinês, que tentará conquistar no Rio o único título que falta na sua carreira.

"Primeiro, preciso me libertar desse fardo", explica Ma Long à AFP. "É o único jeito de conquistar o ouro", confessa.

Mais de um bilhão de chineses terão os olhares grudados na tela para acompanhar as provas que serão realizadas no Pavilhão 3 do Riocentro, que receberá o esporte que é sinônimo de orgulho nacional no país asiático.

No passado, o tênis de mesa era um dos únicos esportes acessíveis aos chineses, que só passaram a contar com estruturas de alto nível em todas as modalidades a partir dos Jogos de Pequim-2008.

- Hegemonia'devastadora' -Muito mais que a prática de lazer chamada popularmente de 'pingue pongue', o esporte é levado muito à sério na China.

O tênis de mesa só passou a fazer parte do programa olímpico em Seul-1988 e a China conquistou 24 das 28 medalhas de ouro em jogo nas sete edições em que a modalidade foi disputada.

"É realmente o esporte nacional", resume Liu Guoliang. "A chave é a paixão pelo jogo. É um aspecto que outros países não conseguem igualar".

Em Londres, a China abocanhou pela segunda vez seguida todos os quatro títulos em jogo.

Os quatro primeiros colocados do ranking são chineses e tudo indica que o ouro será disputado por Ma Long e o atual campeão Zhang Jike.

A hegemonia chinesa é tão avassaladora que poderia até levar outros países a desistir de participar, ameaçando a permanência do esporte no programa olímpico.

A tal ponto que um dirigente da Federação Internacional de Tênis de Mesa que preferiu manter o anonimado considera esse domínio "devastador".

Para tentar acabar com essa imagem, Ma Long destaca o potencial de rivais alemães ou japonês, mas deixa claro: "vou fazer de tudo para vencer". Ou seja, é provável que beba uma cervejinha antes de castigar a bolinha.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo