Esporte

Decisão definitiva sobre Rússia sai nesta quinta, diz presidente do COI

04/08/2016 15h17

Rio de Janeiro, 4 Ago 2016 (AFP) - O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, anunciou nesta quinta-feira que a decisão definitiva sobre a participação dos atletas russos que recorreram a exclusão dos Jogos do Rio-2016 será "conhecida ao longo do dia".

"Esperamos as decisões da comissão ao longo do dia de hoje (quinta-feira), mais tarde", afirmou Bach em coletiva de imprensa no Rio de Janeiro, um dia antes da cerimônia de abertura dos Jogos.

"Precisamos primeiramente informar as federações e os atletas antes de publicar os resultados finais e este procedimento está sendo feito. Quando terminar, a comissão publicará um comunicado para todos", completou.

O Comitê Olímpico Russo inscreveu inicialmente 387 atletas para os Jogos Olímpicos.

Nesta quinta-feira pela manhã, a Federação Internacional de Natação (Fina) deu sinal verde para a participação de 31 atletas russos, entre eles Vladimir Morozov e Nikita Lobintsev, excluídos inicialmente dos Jogos após a divulgação do relatório McLaren, que denunciou um esquema de doping de Estado na Rússia.

Bach, que vive seus primeiros Jogos como presidente do COI, fez questão de mandar uma mensagem incisiva aos atletas dopados.

"A mensagem é clara e contundente: queremos manter longe dos Jogos os trapaceiros. Não há lugar para se esconder e quem se dopa não terá onde se sentir seguro", concluiu o dirigente.

"Por isto queremos estimular que não caiam na armadilha de um sistema do tipo 'apenas se você se dopar pode conseguir algo'. Se você é íntegro e limpo ficará muito melhor", disse.

O COI pediu às diversas federações internacionais que excluíssem os atletas russos flagrados no doping - mesmo os que já cumpriram sua pena -, que foram mencionados do relatório McLaren - especificando a substância que utilizaram - ou que não apresentaram resultados de exames antidoping confiáveis, ou seja, realizados fora da Rússia.

Os Jogos Olímpicos Rio-2016 ficarão sem 67 dos 68 russos que participariam das provas de atletismo, incluindo a estrela do salto com vara Yelena Isinbayeva. Apenas a atleta Darya Klishina foi 'repescada' pelo COI em 10 de julho.

"Entendemos que a justiça deve ser independente da política. Você não pode fazer cumprir uma norma violando outra. Temos que respeitar os princípios básicos das leis, aos quais todo ser humano tem direito, como a presunção de inocência. Os atletas também", justificou Bach em uma sala lotada que esperava ouvir a lista definitiva da boca do presidente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo