Esporte

Papa anima atletas refugiados a lançar um 'grito de fraternidade e paz'

06/08/2016 09h37

Roma, 6 Ago 2016 (AFP) - O papa animou neste sábado, em uma carta aos atletas da equipe de refugiados que participam nos Jogos do Riol que lancem ao mundo inteiro "um grito de fraternidade e paz", informou a rádio Vaticano.

"Que o valor e a força que vocês levam dentro de si possam expressar, através dos Jogos Olímpicos, um grito de fraternidade e pasz. Que através de cada um de vocês, a humanidade compreenda que, com a paz se pode vencer tudo, enquanto que, com a guerra, se pode perder tudo", afirmou o papa.

Uma delegação de dez esportistas do Sudão do Sul, Síria, Etiópia e Congo, reunidos sob a bandeira olímpica, participam nos Jogos do Rio em três disciplinas: atletismo, natação e judô.

Entre eles, se encontra Yusra Mardini, uma nadadora síria de 18 anos que, a menos de um ano, rebocou nadando, durante mais de três horas, junto a sua irmã, uma barca na qual estava sua família e outros refugiados, até chegar à ilha grega de Lesbos.

Em seu Twitter, o papa também felicitou, em várias línguas, os esportistas, convidando-os a serem "os mensageiros da fraternidade e do autêntico espírito esportivo".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo