Esporte

Brasil tem reação espetacular, mas perde para Lituânia na estreia do basquete no Rio-2016

07/08/2016 17h53

Rio de Janeiro, 7 Ago 2016 (AFP) - A seleção masculina de basquete estreou no torneio olímpico com derrota para a Lituânia, neste domingo, pelo Grupo B da competição, em partida que chegou a estar perdendo por 29 pontos, antes de protagonizar reação espetacular, mas acabar superado por 82 a 76.

Se as expectativas se confirmarem, e pelo que se pôde ver na Arena Carioca 1, tudo indica que sim, o torneio de basquete promete ser um dos mais disputados dos Jogos Olímpicos... pelo menos na briga pelas medalhas de prata e bronze, já que os Estados Unidos e seu 'Dream Team' sempre estão acompanhados de enorme favoritismo.

Num grupo B repleto de seleções de grande tradição, como Argentina, Croácia e Espanha, o Brasil não teve tempo de se aclimatar aos Jogos Olímpicos em casa, encarando logo na estreia a Lituânia, 3ª do ranking da Fiba, que acabou levando a melhor.

Graças a um primeiro tempo impecável e a enorme vantagem no placar, os Letões puderam segurar a vitória, apesar da incrível reação da seleção brasileira, que, liderada pelos 21 pontos de Leandrinho e 14 de Raulzinho, transformou um jogo perdido em emocionante.

- Início pavoroso -As duas equipes se enfrentaram em amistoso preparatório para os Jogos há uma semana e o Brasil havia levado a melhor, um duelo duríssimo vencido por apenas dois pontos (64-62).

Quem tirou mais lições desse jogo, porém, foi a Lituânia, que entrou focada na estreia no torneio olímpico, aplicando uma marcação feroz que incomodou muito os jogadores brasileiros.

Escalado pelo técnico Ruben Magnano com Marcelinho Huertas, Leandrinho, Alex, Hettsheimeir e Nenê, o Brasil caiu nas armadilhas defensivas da Lituânia e a falta de pontaria dificultou ainda mais a vida da seleção.

Com isso, o primeiro tempo de jogo foi completamente dominado pelos lituanos, que voltaram ao vestiário no intervalo vencendo confortavelmente por 58 a 29, para decepção da fanática torcida brasileira que compareceu em peso à Arena Carioca 1 e não parou de gritar e apoiar por um segundo.

Destaques da Lituânia no primeiro tempo, os pivôs Jonas Valenciunas e Domantas Sabonis, ambos da NBA, imparáveis no garrafão somando rebotes e tocos, evidenciaram a ferida aberta deixada pelas ausências no Brasil de Anderson Varejão e Thiago Splitter, cortados devido a problemas físicos.

Na volta do intervalo, sob os gritos do famoso "Eu acredito!", o Brasil tentou reagir na base da raça. Funcionou.

- Reação nos braços do público -A desvantagem inicial de 29 pontos foi cortada para 18 (70-52) com 40 segundos a jogar no 3º quarto, quando Leandrinho conseguiu uma rara penetração no garrafão lituano, marcou de bandeja e sofreu falta, acertando também o lance-livre. O barulho da torcida e os gritos de "Brasil! Brasil!" chegaram a fazer a Arena Carioca 1 tremer.

A pressão continuou no último quarto e os 18 pontos viraram 14, após duas cestas seguidas de Nenê (70-56). A Lituânia, que ficou seis cinco minutos sem marcar um ponto, estancou o sangramento com um arremesso de três certeiro de Seibutis.

Mas não houve jeito de esfriar a seleção brasileira e calar o público. Com 4 minutos a se jogar, Felício acertou um lance-livre e cortou a vantagem lituana para 10 pontos (75-65). Em seguida foi a vez de Nenê e Raulzinho irem para a linha e acertaram um cada e Felício apareceu para pegar o rebote e acertar a bandeja:75-69!

No lance seguinte, com 2 minutos para o fim do jogo, após erro de Kalnietis, a seleção contra-atacou rapidamente e Leandrinho acertou arremesso de dois. Loucura generalizada nas arquibancadas. O Brasil estava a 4 pontos de empatar a partida.

O minuto final manteve o público de pé, na esperança da equipe brasileira virar a partida, mas o que se viu foi um lá e cá que jogava contra o Brasil.

Jankunas acertou um lance livre, mas Felício errou ao tentar pegar o rebote e fez contra, recolocando os visitantes a sete pontos de diferença. A resposta brasileira veio com Marquinhos, que sofreu falta em arremesso de três e acertou todas as cobranças.

Não havia mais tempo para virar. Placar final: 82 a 76 para a Lituânia. A péssima atuação do primeiro tempo acabou sendo pesada demais para o time brasileiro carregar e, apesar da espetacular reação, na classificação oficial do Grupo B o Brasil aparece com uma derrota e nenhuma vitória.

Na terça-feira, volta à quadra contra a atual vice-campeão olímpica Espanha. No dia 11, será a vez de encarar a Croácia. Dois dias depois, o clássico de enorme rivalidade contra a Argentina de Manu Ginobili e, para encerrar, a Nigéria, tida como equipe mais fraca da chave, no dia 15.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo