Topo

Esporte

Érika Miranda ganha repescagem com ippon espetacular e lutará pelo bronze

07/08/2016 17h21

Rio de Janeiro, 7 Ago 2016 (AFP) - A judoca brasileira Érika Miranda garantiu sua vaga na luta pela medalha de bronze da categoria até 52 kg nos Jogos do Rio, neste domingo, ao derrotar por ippon a romena Andreaa Chitu revertendo uma sitação delicadíssima depois de levar um wazari.

Foi uma vitória memorável diante da número um do mundo, dona de três medalhas em Mundiais (duas pratas e um bronze).

Nas quartas, Érika viveu a situação contrária: estava com a vaga nas semifinais no bolso a poucos segundos do fim da luta, mas acabou sendo surpreendida por um ataque da chinesa Ma Yingnan que resultou em wazari.

A volta por cima veio na repescagem. A romena começou melhor, tomando mais iniciativa, levando a brasileira a levar um shido com dois minutos de combate.

Obrigada a se arriscar mais, Érika foi castigada logo em seguida, ao levar um wazari depois de um contra-ataque.

A torcida, que não parava incentivar brasileira, não desanimou. Faltando um minuto para o fim do combate, passou a gritar "eu acredito!" Logo em seguida, Érika encontrou uma brecha: com um movimento de quadril espetacular, derrubou a romena e garantiu a vaga na disputa pelo bronze.

A brasiliense de 29 anos, que já brilhou na Cidade Maravilhosa ao levar a prata no Mundial de 2013, enfrentará a japonesa Misato Nakamura, tricampeã mundial, que perdeu na semifinal para a número um do mundo Majlinda Kelmedi, do Kosovo.

Na estreia, Érika fez valer a experiência ao derrotar por imobilização a tunisiana Hela Ayari, neste domingo, pela na categoria até 52 kg.

No masculino, o também brasileiro Charles Chibana não foi páreo para o japonês Masashi Ebinuma, tricampeão mundial e medalhista de bronze nos Jogos de Londres-2012, e caiu logo na estreia.

lg

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte