Esporte

Marta, Cristiane e Bia, o trio apaixonante que ofusca Neymar

07/08/2016 14h18

Rio de Janeiro, 7 Ago 2016 (AFP) - Os flashes que amavam Neymar antigamente agora só querem saber do trio fantástico formado por Marta, a 'Pelé de saias', Cristiane e Bia, que seduzem os torcedores com seu futebol e desafiam o protagonismo do astro do Barcelona.

As queridinhas do técnico Vadão aplicaram ao pé da letra diante da Suécia o manual do "jogo bonito", o mesmo que a seleção masculina desaprendeu há alguns anos, para ganhar de 5-1 e ir para as quartas de final no futebol feminino do Rio-2016.

Com dois gols de Bia, dois de Marta e um de Cristiane, elas mostraram uma seleção verde e amarela inspirada, com duas vitórias folgadas - a primeira contra a China por 3-0 na estreia de quarta-feira (3) - e jogando um futebol maravilhoso, reunindo todos os argumentos para chegar à disputa final pelo ouro no Maracanã.

"Fiquei quatro anos na Coreia (do Sul) e evoluí muito meu jogo", disse Bia, de 22 anos, estreante nas Olimpíadas.

"Estou pronta para explodir e poder ajudar a equipe a conseguir essa medalha que tem nos escapado", acrescentou a espevitada atacante de 1,74m que joga pelo clube Hyundai Steel Red Angels e disputou os Mundiais da FIFA na Alemanha-2011 e no Canadá-2015.

Bia, que joga com a 9, acompanha a veterana Cristiane, de 31 anos, jogadora do Paris Saint-German desde agosto de 2015 e artilheira com 23 gols no campeonato francês e na Champions feminina na última temporada.

Diante das escandinavas, Cristiane deixou sua marca ao tocar de letra para o gol após o passe de Marta. Esse foi o segundo gol de Cristiane nas Olimpíadas do Rio e o 14º em Jogos Olímpicos desde a sua primeira participação em Atenas-2004, tornando-se a maior artilheira da história dos Jogos.

"Essa marca me enche de orgulho principalmente por ter conseguido isso tão jovem", assegurou. "O primeiro objetivo é conquistar a medalha de ouro. Os outros serão consequência desse sucesso. Meus gols só servirão à medida que ajudarem a equipe", acrescentou a paulista.

E o que falar de Marta? A cinco vezes vencedora do prêmio de Melhor Jogadora do Mundo pela FIFA (2006 a 2010) e a 'Pelé de saias', como a definiu O Rei Pelé, é vista como a rainha do futebol. Entretanto, nunca conseguiu ganhar um título mundial e a medalha de ouro olímpica.

Marta guiou a seleção para a medalha de prata em Atenas-2004 e Pequim-2008 e diante de sua torcida a fantástica canhota de 30 anos busca abraçar o sonho dourado.

"Estamos muito felizes com o placar, por chegar às quartas e por ver a torcida nos acompanhando. Estamos fazendo um bom trabalho, queremos essa medalha, mas temos que ser cuidadosas e estar muito concentradas em cada partida", assinalou a capitã e estrela do Rosengard, da Suécia.

Destaque de uma equipe muito jovem, com a maioria de suas jogadores menores de 24 anos, Marta é um modelo a ser seguido no futebol brasileiro. E isso ela leva com tranquilidade, atenta e sempre com um sorriso no rosto.

"Futebol é alegria e nós queremos dar todas as alegrias ao nosso povo", afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo