Esporte

Érika Miranda perde luta pelo bronze e Brasil continua sem medalha no judô

08/08/2016 00h45

Rio de Janeiro, 7 Ago 2016 (AFP) - Érika Miranda deu adeus ao sonho da primeira medalha olímpica ao perder a luta pelo bronze dos Jogos do Rio para a japonesa Misato Nakamura, tricampeã mundial, neste domingo, deixando o judô brasileiro ainda sem pódio depois de dois dias de competição.

Quem levou o ouro foi Majlinda Kelmendi, do Kosovo, que conquistou a primeira medalha olímpica do seu país ao dominar na final a italiana Odette Giuffrida.

Kelmedi fez história, mas a Itália foi a grande vencedora do dia nos tatames por ter levado a prata com Giuffrida e o ouro no masculino, com Fabio Basile.

Bicampeã mundial, a kosovar já havia seu primeiro grande título no Rio, em 2013, quando superou Érika Miranda na final.

A russa Natalia Kuziutina e Nakamura ficaram com as medalhas de bronze.

- Frustração -Na estreia, Érika fez valer a experiência ao derrotar por imobilização a tunisiana Hela Ayari.

A brasiliense de 29 anos chegou a ficar com a vaga nas semifinais no bolso, mas acabou sendo surpreendida por um ataque da chinesa Ma Yingnan que resultou em wazari.

"Não foi a chinesa que ganhou dela, foi ela que perdeu da chinesa. Faltando 30 segundos, com vitória na mão, falhar nesse momento, talvez a ansiedade, talvez tenha se precipitando e acabou pagando um preço bem alto, numa luta que, para nós, era uma luta vencida, lamentou Ney Wilson, gestor técnico de alto rendimento da Confederação Brasileira de Judô.

A volta por cima veio na repescagem, com uma vitória memorável sobre a romena Andreaa Chitu, dona de três medalhas em Mundiais (duas pratas e um bronze).

A romena começou melhor, tomando mais iniciativa, o que fez a brasileira levar um shido com dois minutos de combate.

Obrigada a se arriscar mais, Érika foi castigada logo em seguida, ao levar um wazari depois de um contra-ataque.

A torcida, que não parava incentivar brasileira, não desanimou. Faltando um minuto para o fim do combate, passou a gritar "eu acredito!" Logo em seguida, Érika encontrou uma brecha: com um movimento de quadril espetacular, derrubou a romena e garantiu a vaga na disputa pelo bronze.

A luta pelo bronze foi bastante travada, com um shido para cada atleta no tempo regulamentar, e ganhou intensidade no 'Golden Score'.

Empurrada pela torcida, Érika tentava de tudo para derrubar a adversária, mas acabou sofrendo um yuko que encerrou de forma amarga sua campanha olímpica.

A brasileira foi valente, mas não conseguiu conquistar tão sonhada medalha olímpica.

- 'Nota de 5 a 6' -"O sentimento é péssimo, mas por outro lado fico satisfeita por tudo que alcancei nesse ciclo olímpico", comentou Érika, que já conta no seu currículo com duas medalhas em Mundiais, a prata em 2013, também no Rio, e o bronze em 2014, em Chelyabinsk, na Rússia.

Ao ser perguntada qual das duas derrotas foi mas frustrante, nas quartas ou na luta pelo bronze, ela respondeu: "Qualquer derrota é amarga, mas a maior derrota é sair daqui sem medalha".

"Passa um filme na cabeça, com todos os sacrifícios que fizemos para chegar até aqui. As pessoas que ficam cobrando medalha no judô o tempo todo não sabem do nosso dia, o quão duro estamos treinando", completou.

O também brasileiro Charles Chibana não foi páreo para o japonês Masashi Ebinuma, tricampeão mundial e medalhista de bronze nos Jogos de Londres-2012, e caiu logo na estreia.

Fabio Basile levou o ouro ao vencer por ippon o coreano An Baul. O uzbeque Rishod Sobirov e o japonês Masashi Ebinuma levaram o bronze.

Apesar do Brasil ter passado em branco nos dois primeiro dias, Ney Wilson mantém a esperança.

"Ontem seria um dia muito bom, hoje a gente tinha possibilidade muito boa com Érika, não descartava também a possibilidade do Chibana passar pelo japonês, mas competição é assim. Ainda temos cinco dias pela frente, com outras boas possibilidades de medalha", analisou o dirigente, que deu uma nota "de 5 a 6" para a participação brasileira, mas prometeu "trabalhar para reverter o quadro".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo