Esporte

Argentina preocupada com rivalidade entre torcedores argentinos e brasileiros

09/08/2016 11h07

Buenos Aires, 9 Ago 2016 (AFP) - O secretário de Esportes da Argentina, o ex-jogador de futebol Carlos Mac Allister, expressou nesta terça-feira sua preocupação com a intensificação da rivalidade histórica entre os torcedores de seu país e os brasileiros, e pediu que sejam tomadas medidas para evitar novos confrontos.

"Ontem (segunda-feira), escrevi à chancelaria a este respeito, para ver se podemos trabalhar o tema inclusive com os presidentes. O nível de confronto que se vive é preocupante porque sequer nos enfrentamos esportivamente com o Brasil", declarou Mac Allister, que se encontra no Rio, falando à rádio Vorterix de Buenos Aires.

"É alarmante o clima de confronto entre torcedores argentinos e brasileiros nos Jogos Olímpicos. Vamos transmitir uma mensagem de paz", tuitou o ministro na noite de segunda-feira.

Na segunda, a partida entre o tenista argentino Juan Martin del Potro contra o português João Sousa na quadra central do Parque Olímpico foi interrompida por alguns minutos em razão da rivalidade entre os dois vizinhos.

A mesma coisa aconteceu no domingo na partida contra Novak Djokovic, quando o público recebeu com vaias Del Potro.

Toda vez que um torcedor argentino incentivava seu tenista, os cariocas e demais brasileiros presentes respondiam com vaias.

Mas a situação ficou pior no início do terceiro game do primeiro set, quando um grupo de argentinos tentou agredir os brasileiros que criticavam seus gritos de apoio a Del Potro.

O incidente acabou com a intervenção da Força Nacional, que retirou os argentinos, sob os gritos da torcida de "expulsa, expulsa!".

No basquete, os líderes da geração de ouro da Argentina - Luis Scola, Manu Ginobili e Andres Noccioni - criticaram seus torcedores, porque aproveitaram a partida contra a Nigéria para lembrar os brasileiros o 7-1 sofrido na Copa do Mundo ante a Alemanha.

A seleção argentina venceu por 94-66 a Nigéria na noite de domingo em um jogo disputado na Arena Carioca 1 do Parque Olímpico da Barra de Tijuca.

"Eu não quero que o Brasil perca. Eu só quero que perca quando jogar contra a Argentina. Parece uma bobagem torcer contra um time que não está nem mesmo na quadra", disse Scola.

Por outro lado, alguns torcedores argentinos no hóquei denunciaram no sábado que os brasileiros se aliam a qualquer rival da Argentina.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo