Esporte

Judoca brasileiro critica "catimba" argentina após desclassificação

09/08/2016 15h21

Rio de Janeiro, 9 Ago 2016 (AFP) - O judoca brasileiro Nacif Elias, que nos Jogos Olímpicos compete pelo Líbano, acusou seu rival argentino Emmanuel Lucenti de usado a "catimba" depois que foi desclassificado nesta terça-feira em sua primeira disputa por uma chave de braço proibida pelo regulamento.

Elias teve que pedir desculpas pelo ataque de raiva após a desclassificação na categoria de 81 kg por um movimento que os juízes consideraram ilegal.

"Isso é catimba argentina. A federação internacional é uma vergonha. Sempre me prejudica. Eu abdiquei da minha vida para estar aqui. É uma vergonha", afirmou.

Elias protestou pela decisão e se negou a estender a mão ao rival e a abandonar a zona de combate depois da disputa.

Quando finalmente deixou o tatame, gritou para uma câmera de televisão: "'Me roubaram, isso não é judô".

Pouco mais tarde, o atleta arrependido retornou ao local para cumprimentou os juízes e o público, que o aplaudiu de pé.

"Aceito a decisão da Federação Internacional de Judô", declarou o judoca, que pediu desculpas aos fãs brasileiros e do judô em todo o mundo.

O argentino Lucente perdeu na rodada seguinte, oitavas de final, do canadense Antoine Valois-Fortier.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo