Esporte

Objeto olímpico: a coquilha do goleiro de handebol

09/08/2016 14h15

Rio de Janeiro, 9 Ago 2016 (AFP) - Famosos pela resistência a dor, os goleiros de handebol jogam sem luvas, mas jamais dispensam o protetor genital, também chamado de coquilha, "uma ferramenta indispensável" para evitar lesões, garante Vincent Gérard, da seleção francesa.

"Nem é necessário explicar muito para dizer que é uma região que precisa ser protegida", afirmou o goleiro, que admitiu usar o protetor genital desde que começou a praticar o handebol, "aos 14 anos (29 atualmente)".

"Não há idade para se proteger. A coquilha é o básico para essa posição, assim como a calça", explicou Gérard, que disputará no Rio os Jogos Olímpicos pela primeira vez na carreira.

As boladas nas partes íntimas são "pouco frequentes" durante uma partida, mas quando sabemos que os arremessos podem chegar a 130 km/h, é difícil ignorar tal proteção.

"Eu ouvi falar de um goleiro alemão meio louco que jogava sem proteção. Eu, claramente, não conseguiria. Já é bastante dolorido receber uma bolada naquele lugar com uma coquilha, nem imagino como é sem...", brincou.

Vendido por cerca de 50 reais, o protetor genital do goleiro de handebol é parecido com o usado no taekwondo e é composta por duas partes: um cinto com tiras ajustáveis feito de material leve (algodão, poliéster ou neoprene) para garantir a firmeza de uma coquilha imóvel.

"Alguns modelos vêm com buracos (de aeração) para aumentar a leveza e o conforto", ressaltou Gérard. Algumas marcas comercializam modelos um pouco mais caros, embutidos em shorts de compressão, no estilo "ciclista".

Para se prevenir de possíveis "esquecimentos", o goleiro da seleção francesa sempre tem uma coquilha reserva "para emergências" na mochila. É como se diz: mais vale prevenir do que remediar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo