Esporte

Brasil e Argentina lançam campanha para evitar brigas de torcidas na Olimpíada

10/08/2016 18h29

Rio de Janeiro, 10 Ago 2016 (AFP) - Brasil e Argentina buscam frear o crescente conflito entre os seus torcedores nos Jogos Olímpicos Rio-2016, uma "versão olímpica" da feroz rivalidade no futebol, com uma iniciativa para aproximar as torcidas dos dois países.

"Estamos aqui para lançar uma campanha durante os Jogos Olímpicos para que o brasileiro abrace o argentino e o argentino, o brasileiro", declarou Luiz Lima, secretário nacional de esporte de alto rendimento do Brasil.

"Façamos com que essa rivalidade seja positiva para que os dois possam crescer", acrescentou.

O seu colega argentino, Carlos Mac Allister, um dos promotores da ideia para aliviar as tensões, disse por sua vez que "nós sempre fomos rivais, nunca inimigos" e pediu que não haja "agressão verbal, nem física. Isto é uma Olimpíada, criada para ser um lugar de unidade e diversidade".

As vaias começaram desde a cerimônia de abertura, quando a delegação argentina desfilou, e foram retribuídas por seus vizinhos em todas os estádios que puderam, recordando aos brasileiros sua derrota por 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo em 2014.

Longe do espírito de comunhão que deveria reinar nos Jogos Olímpicos, a disputa subiu de nível quando dois torcedores brigaram durante a partida de tênis disputada por Juan Martin del Potro contra o português João Sousa.

O assédio constante levou os jogadores de basquete da Argentina a criticar os seus próprios torcedores por entoarem canções de estádios de futebol durante as partidas quando o adversário não era nem mesmo o Brasil.

Em outra tentativa de redirecionar a história, os jogadores de rúgbi da Argentina e do Brasil tiraram uma foto juntos após uma partida, um gesto incomum que foi amplamente reproduzido nas redes sociais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo