Esporte

Bolt estreia com passeio nos 100 m; brasileiros ficam pelo caminho

13/08/2016 14h26

Rio de Janeiro, 13 Ago 2016 (AFP) - A aguardada estreia do superastro Usain Bolt nos Jogos do Rio aconteceu neste sábado, com classificação tranquila para as semifinais dos 100 m rasos, em uma manhã amarga para os brasileiros, sem nenhum atleta do país avançando de fase.

As séries não podem servir de parâmetro, já que os atletas de ponta não costumam dar seu máximo para se poupar para as próximas rodadas, mas Bolt ficou com o quarto melhor tempo geral (10.07)

O mais rápido foi seu maior rival, o americano Justin Gatlin (10.01), campeão olímpico em Atenas-2004 e atual vice-campeão mundial e olímpico, atrás do jamaicano.

O 'Raio' já anunciou que essa Olimpíada no Rio será sua última, com o sonho de conquistar o 'triplo-tricampeonato', nos 100, 200 e revezamento 4x100 m.

A primeira sessão de sábado também foi marcada pela história inusitada do alemão Christoph Harting, que conquistou a medalha de ouro no lançamento de disco, quatro anos depois do irmão Robert, campeão olímpico em Londres-2012, que foi eliminado na fase classificatória.

A prova foi emocionante, com Harting desbancando na última tentativa (68,37 m) o polonês polonês Piotr Malachowski (67,55 m), atual campeão olímpico, que vinha liderando desde a primeira tentativa e teve que se contentar com o bronze.

A Alemanha emplacou dois atletas no pódio, já que Daniel Jasinski ficou com a medalha de bronze (67,05 m).

Harting foi ovacionado pelo numeroso público que compareceu ao Engenhão, mas nada comparado à festa nas arquibancadas quando Bolt apareceu na pista.

O Engenhão foi à loucura, comemorando a chegada do 'Raio' como um gol, no estádio que também recebeu jogos de futebol nas Olimpíadas.

Antes da série, o jamaicano deixou o bloco de largada para fazer um breve aquecimento e aproveitou para correr até o meio da pista para acenar para os fãs.

O barulho só parou quando o astro foi visto no telão colocando o dedo na boca para pedir silêncio.

Como de costume, o jamaicano não fez uma grande largada, mas ultrapassou um rival atrás do outro e se deu ao luxo de reduzir o esforço bem antes da chegada.

O veterano Kim Collins, de São Cristóvão e Nevis, que disputa aos 40 anos sua quinta olimpíada, conseguiu avançar para a semifinal.

- Promessa do salto triplo quebra o gelo -Não foi o caso do brasileiro Vitor Hugo dos Santos, que ficou apenas com o 48º tempo geral, com o tempo de 10.36.

Uma das maiores decepções veio com a experiente Keila Costa, que disputa sua quarta olimpíada e ficou fora da final do salto triplo por ter conseguido apenas a 24ª marca, em 13.78.

"Essa olimpíada do Rio é especial, por ter o público todo ao meu favor, torcendo, gritando por mim. Infelizmente, eu não consegui corresponder à expectativa, não só do público, mas a minha. Eu pretendia saltar bem melhor aqui", lamentou a pernambucana, que terá outra chance com o salto em distância, prova da qual foi finalista em Pequim-2008, terminando na 11ª posição.

Keyla foi superada até pela também brasileira Núbia Soares, de apenas 20 anos, que ficou em 23º lugar (13.85) e admitiu que essa estreia olímpica serve mais para pegar experiência rumo a Tóquio-2020.

"Cada nova competição que participo é uma experiência. Já chego mais madura, então vai ser super valoroso. Estou bem feliz porque eu deveria me preparar só para o ciclo 2020, mas consegui adiantar um ciclo. Errei, claro, mas na próxima vou estar mais experiente", afirmou Núbia.

Nos 3.000 m com obstáculos, Juliana dos Santos alcançou o 36ª tempo (9:45.95) e ficou fora da final. A mais rápida foi Ruth Jebet (9:12.62), de apenas 19 anos, atleta nascida no Quênia, mas que representa o Bahrein.

Nas séries dos 400 m rasos, as duas representantes brasileiras também ficaram pelo caminho. Geisa Coutinho obteve o 25º tempo (52.05) e Jailma Lima o 36ª (52.65). A melhor marca foi da americana Phyllis Francis (50.58).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo