Esporte

Rio-2016: Itália massacra Brasil, que se complica no vôlei masculino

14/08/2016 01h17

Rio de Janeiro, 14 Ago 2016 (AFP) - No duelo de titãs no vôlei masculino desta noite nos Jogos do Rio-2016, a Itália levou a melhor, derrotando o Brasil por 3-1, deixando a classificação do time de Bernardinho dependente dos resultados da última rodada da fase de grupos.

Saques errados. Assim se poderia resumir o primeiro set entre brasileiros e italianos porque as duas equipes erraram muito neste quesito.

Mas também acertaram com ataques, bloqueios perfeitos e a Itália somou dois pontos de saque direto no momento mais quente do set, quando liderou o marcador por 23-21.

Mas a maldição do saque voltou com uma bola fora, que o Brasil aproveitou com ataque de Wallace, deixando tudo igual em 23-23.

Bloqueio do Brasil, ataque para fora da Itália e o time do Bernardinho selou o 25-23.

A animada torcida brasileira respira aliviada.

Com o capitão italiano, Emanuele Birarelli, recuperado de uma lesão no tornozelo que o deixou de fora de um jogo, e Maurício Souza, que entrou recuperado na seleção brasileira após sofrer problemas físicos, o segundo set foi outra batalha.

Com a mão quente, Filippo Lanza deu vantagem de quatro pontos à 'azzurra', enquanto Wallace e Lucas livraram a cara do Brasil e empataram, equilibrando o set.

Quente dentro e fora de quadra, onde houve uma troca de palavras sob a rede, o jogo prosseguiu com pontos longos, bloqueios nas alturas e os italianos acabaram empatando o jogo com um 25-23.

No terceiro set, o Brasil começou com vantagem, abrindo o marcador por 5-1. Mas a Itália assumiu o controle com as boas jogadas de Ivan Zaytsev e Osmany Juantorena, um cubano que veste a camisa da 'azzurra'.

Por fim, a Itália arrematou o set com 25-22, deixando o Maracanãzinho preocupado.

A Itália aproveitou o desconcerto e os erros do Brasil, abrindo ampla vantagem.

Desesperados, os jogadores brasileiros continuaram errando e a partida terminou com um categórico 25-15 a favor da Itália.

Com seis pontos, os mesmos que Canadá, França e Estados Unidos, os brasileiros enfrentarão os franceses na última rodada para assegurar seu avanço para as quartas-de-final.

A Itália, com 12 pontos, já tem as quartas no horizonte.

"Temos que deixar de pensar nas expectativas, na pressão, jogar um pouco mais soltos e ser positivos entre eles", comentou Bernardinho, durante coletiva.

A Itália observa do alto, com pontuação ideal após uma vitória especial, por ter a torcida contra, mas foi "apenas um jogo", alertou o comandante italiano, Gianlorenzo Blengini.

A seguir, a ficha técnica da partida.

Estádio: Maracanãzinho

Árbitros: Piotr Dudek (Polônia) e Nasr Shaaban (Egito)

Resultado: Itália - Brasil 3-1 (23-25, 25-23, 25-22, 25-15)

Brasil: Bruno, Wallace, Mauricio de Souza, Lucas, Lucarelli, Mauricio Borges, Serginho (líbero). Depois entraram: Lipe, Evandro, William,

Técnico: Bernardinho Rezende

Itália: Osmany Juantorena, Simone Gianelli, Ivan Zaytsev, Filippo Lanza, Simone Buti, Matteo Piano, Massimo Colaci (líbero). Depóis entraram: Emanuele Birarelli, Luca Bettori, Salvatore Rossini

Técnico: Gianlorenzo Blengini.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo