Esporte

Prefeitura recorrerá de decisão judicial para garantir Jogos Paralímpicos

15/08/2016 13h46

Rio de Janeiro, 15 Ago 2016 (AFP) - O prefeito do Rio, Eduardo Paes, informou nesta segunda-feira que recorrerá da decisão judicial que bloqueou a transferência de fundos públicos ao Comitê Paralímpico Internacional para garantir a realização dos Jogos Paralímpicos entre os dias 7 e 18 de setembro.

"Seria uma vergonha para o Brasil, assim como para o esporte paralímpico e para as pessoas com deficiência, se não tivermos condições de realizar o evento", afirmou Eduardo Paes em coletiva de imprensa, depois de se reunir com o presidente do comitê organizador, Philip Craven, e com o diretor-geral, Xavier Gonzalez.

Segundo Paes, a Prefeitura fará um aporte de até 150 milhões de reais, caso seja necessário.

"A prefeitura é garantidora da Paralimpíada. A prefeitura está com sua situação financeira saudável, com o pagamento das contas e dos servidores e tem dinheiro em caixa", afirmou Paes.

"Há três semanas verificamos que o comitê não tem recursos para fechar algumas contas. Se houver necessidade, vamos fazer um convênio para garantir esses recursos", completou.

Na sexta-feira, uma juíza federal proibiu o aporte de recursos públicos ao comitê organizador Rio-2016 alegando falta de transparência no uso do dinheiro.

"Vamos deixar explícito onde esse dinheiro será usado. O comitê é uma entidade privada que não segue as mesmas normas de transparência do serviço público. A Paralimpíada é um exemplo de superação nos esportes, mas ainda não é um modelo de negócio, não é tão atraente e tem mais dificuldades na venda de ingressos", disse o prefeito.

O comitê Rio-2016 já havia antecipado que recorreria da decisão judicial.

O orçamento da organização, que sofreu vários cortes pela recessão econômica que atinge o país, fechou em 7,4 bilhões de reais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo