Esporte

Brasil defenderá reinado no vôlei diante na irreverente Argentina

16/08/2016 17h47

Rio de Janeiro, 16 Ago 2016 (AFP) - A raça do Brasil contra a astúcia Argentina: assim deve ser o duelo entre as duas equipes nas quartas de final de vôlei masculino nos Jogos do Rio-2016.

Os deuses do esporte mais uma vez contribuíram para os resultados inesperados, com derrotas da seleção canarinho e vitória argentina. Os dois rivais se encontram em um clássico sul-americano nessas quartas de final.

"Será uma mistura de Maracanãzinho com Luna Park (estádio de vôlei em Buenos Aires) e uma grande partida entre as duas grandes equipes", comentou Bruno, capitão do Brasil e filho do técnico Bernardinho.

O resultado pode ser uma incógnita, mas "o espetáculo está garantido", garantiu o armador.

Com uma vitória sofrida sobre a França na segunda-feira, o Brasil evitou a eliminação precoce e avisa que saiu com o ânimo fortalecido para enfrentar sua vizinha e arquirrival Argentina.

A equipe, dirigida por Julio Velasco, assim como Bernardinho uma velha raposa das quadras, chega ao duelo sem nada a perder e com a confiança nas nuvens por ter ficado em primeiro lugar de seu grupo.

"A Argentina chegou ao Rio preparada para incomodar os grandes", disse Velasco antes do início da competição em entrevista à AFP.

Para incomodar o Brasil, a equipe argentina precisará mais do que nunca de sua estrela Facundo Conte. Wallace será determinante para a ofensiva brasileira.

"A partida começará em 45 horas e temos que pensar o que fazer nesse momento", comentou Bernardinho logo após vencer a França.

A incondicional torcida brasileira continuará atuando como um sétimo jogador, exatamente como fez nos momentos de dificuldade do jogo contra os franceses.

Prognósticos reservadosComo uma verdade irrefutável, os protagonistas do vôlei repetem desde o começo dos Jogos que estamos assistindo a concorrência olímpica mais equilibrada da história do esporte.

Com esse panorama, Canadá e Rússia vão jogar para enfrentar o vencedor do clássico sul-americano na final.

"Queremos uma medalha. Não viemos para fazer turismo. Vamos ver até onde podemos chegar", disse Gavin Schmit após se classificar com vitória sobre a Itália e antes de saber quem seriam seus rivais.

Já a Itália, que encantou na primeira fase com um Osmany Juantorena em grande fase, tentará deixar pelo caminho o Irã, dirigido pelo argentino Raúl Lozano.

Enquanto isso, que Estados Unidos e Polônia protagonizarão um duelo eletrizante.

Com um Michal Kubiak 'na área' o campeão do mundo busca aniquilar o sonho de um Estados Unidos que busca repetir a medalha de ouro conquistada em Pequim-2008 sobre o Brasil.

Programação das quartas de final do vôlei masculino nos Jogos Olímpicos do Rio-2016, quarta-feira no Maracanãzinho:

10H00: Canadá x Rússia

14H00: EUA x Polônia

18H00: Itália x Irã

22H15: Brasil x Argentina.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo