Esporte

Francesa desclassificada na Maratona Aquática recorre ao TAS

16/08/2016 20h16

Rio de Janeiro, 16 Ago 2016 (AFP) - A francesa Amelie Muller, desclassificada na prova dos 10 km da Maratona Aquática dos Jogos do Rio, anunciou nesta terça-feira que irá recorrer ao Tribunal de Arbitragem Desportivo (TAS).

"Vou ao TAS. Honestamente, não acredito muito, não tenho falsas expectativas. De qualquer modo, está perdido, não subirei no pódio", disse a nadadora um dia após a desclassificação, que deu o bronze à brasileira Poliana Okimoto.

A francesa, de 26 anos, explicou que recorrerá ao TAS após a Federação Internacional de Natação (FINA) rejeitar seus dois primeiros recursos.

Muller, campeã mundial, era a favorita da Maratona Aquática de 10 km, mas foi desclassificada após bater na meta em segundo lugar depois de afundar a cabeça da italiana Rachele Bruni, que finalmente ficou com a prata.

A prova foi vencida pela holandesa Sharon van Rouwendaal e o bronze ficou com Poliana Okimoto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo