Esporte

Rio-2016/Atletismo: declarações de Thiago Braz

16/08/2016 02h24

Rio de Janeiro, 16 Ago 2016 (AFP) - Declarações de Thiago Braz, que conquistou a medalha de ouro no salto com vara nos Jogos do Rio, com marca impressionante de 6.03 m, novo recorde olímpico.

"Essa marca de 6,03 m, eu já esperava há muito tempo. Há três competições atrás, já tentava bater os 6 metros. Mas hoje, numa olimpíada, acho que é muito mais forte e muito mais surpreendente em relação ao que eu esperava".

"Quando passei 5,93 m, já estava um pouco satisfeito com a prata, porém sabia que ainda não havia acabado. Quando Lavillenie passou 5,98 m, escutei de Deus que tinha que passar para 6,03 m. Fui conversar com meu treinador, que falou: 'passa para 6,03 m'. Pensei que Deus estava realmente confirmando muita coisa hoje".

"Eu estava muito confiante em Deus. Isso é algo muito forte para mim. É assim que me sinto bem, me ajuda muito. Meu treinador tem trabalhado comigo há muito tempo. Ele vem me preparando há muito tempo, me colocando em situações ruins, tentando fazer com que eu saltasse em maus condições para vencer essas barreiras. E por fim, deu certo, tudo que ele planejou, que ele programou, teve um benefício, que foi a medalha de ouro".

"Antes da minha prova, eu tinha conversado com meu pastor. Ele falou assim: 'o senhor Deus vai deixar você ser campeão, cara!' Naquele momento, eu pensei: 'eu estou com a prata, e aí. Será que vai rolar mesmo, ser campeão, será que é verdade. Mas falei: 'bom, acho que vou tentar'."

"Sou uma pessoa simples, humilde. Tenho sempre tentado seguir o caminho certo, tentar ajudar as pessoas a ir para o caminho certo".

Sobre as vaias da torcida contra Lavillenie: "Na verdade, já faz um ano, um ano e meio que ele não fala direito comigo. Eu sempre tentei criar esse ambiente com ele, ser amigo, estar junto, mas depois que eu troquei de treinador, houve alguma coisa que não caiu bem e não sei explicar o motivo".

"Vaias atrapalham um pouco, com certeza. Acabou me ajudando, porque todo mundo estava torcendo por mim. Mas todos os que torceram por ele também me atrapalharam. Então acho que tem que ter um jogo de cintura".

"Acho que o salto com vara já é mais popular, com essa vitória dentro de casa. Fabiana (Murer) já vinha mostrando com seu trabalho que o salto com vara tem potencial aqui. Um ajuda o outro, é importante. É importante que as pessoas possam conhecer uma modalidade diferente".

lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo