Esporte

Larissa e Talita perdem para americanas e deixam escapar bronze no vôlei de praia

17/08/2016 23h37

Rio de Janeiro, 18 Ago 2016 (AFP) - Um dia após a dolorosa eliminação nas semifinais do torneio feminino de vôlei de praia, Larissa e Talita voltaram ao palco da decepção, a Arena de Copacabana, em busca da medalha de bronze, mas foram derrotadas pelas americanas Kerri Walsh e April Ross, nesta quarta-feira nos Jogos Rio-2016.

Como era de se esperar, a partida entre duas duplas consideradas favoritas ao ouro foi de grande equilíbrio, mas as americanas, superiores na rede graças à estatura e qualidade de Walsh, levaram a melhor em três sets, de virada, parciais de 17-21, 21-17 e 15-9.

Com a derrota, Larissa não conseguiu revalidar o bronze conquistado em Londres-2012, quando atuava ao lado de Juliana Silva, e desperdiçou a chance de se vingar de Walsh, responsável pela eliminação da brasileira nas quartas de final em Pequim-2008 e nas semifinais dos Jogos londrinos.

Já Walsh, que nunca havia perdido uma partida em Jogos Olímpicos - que disputa desde Atenas-2004 - até encontrar com Ágatha e Bárbara nas semifinais da Rio-2016, soma um bronze às três medalhas de ouro olímpicas conquistadas ao lado de Misty May.

O derrota da dupla local na disputa pela medalha de bronze foi uma ducha de água fria na sempre fervorosa Arena de Copacabana, mas à noite desta quarta-feira promete mais emoções para a fanática e empolgada torcida do vôlei de praia, que ainda verá Ágatha e Bárbara disputarem o ouro contra a dupla alemã Ludwig/Walkenhorst.

- Início arrasador, final entristecedor -Determinadas a apagar o gosto amargo da derrota nas semifinais para as alemãs, Larissa e Talita entraram em quadra seguras do que fazer para derrotar as rivais americanas: sacar em Walsh, estratégia adotada com sucesso por Ágatha e Bárbara para avançar a disputa do ouro.

Seguindo o plano traçado, as brasileiras abriram 17-12 no primeiro set, administraram a vantagem e seguraram a pequena reação norte-americana para fechar a parcial em 21-17, em ataque de Larissa no fundo da quadra.

No segundo set, o jogo mudou. Walsh, que vinha sofrendo com os saques no estilo 'viagem' desde as semifinais, reencontrou a concentração, diminuiu os erros e se tornou um verdadeiro paredão na rede. Com match-point, a veterana de 38 anos soltou o braço, fez 21-17 e empatou o confronto.

A decisão da medalha de bronze merecia um tie-break.

Na parcial decisiva, Walsh continuou dominando as brasileiras na rede, anotando dois de seus seis pontos em bloqueios no jogo, e, com a ajuda da ágil Ross na defesa, acabou com as esperanças do bronze para o Brasil, fechando o set em fáceis 15-9.

am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo