Esporte

Brasil perde para Canadá e fica sem medalha no futebol feminino

19/08/2016 15h28

Rio de Janeiro, 19 Ago 2016 (AFP) - A seleção feminina de futebol do Brasil, uma das esperanças de medalha do país, foi derrotada pelo Canadá por 2 a 1 na decisão do bronze, nesta sexta-feira em São Paulo, e termina sua participação nos Jogos Rio-2016 fora do pódio.

Após a frustrante eliminação nas semifinais, nas quais foram superadas pela Suécia nos pênaltis (0-0, 4/3), as brasileiras não conseguiram encontrar a motivação necessárias para buscar a vitória e foram merecidamente vencidas pelas canadenses, que ficam com o bronze.

Os gols do Canadá foram marcados por Deanne Rose, aos 5 minutos de jogo, e Christine Sinclair, aos 7 do segundo tempo. O Brasil descontou com Bia aos 33 da etapa final.

O gol de Bia foi o primeiro em 412 minutos de jogo do Brasil, que não balançava as redes desde a segunda partida na fase de grupos, uma vitória por 5 a 1 sobre a Suécia. De lá para cá, foram empates sem gols com África do Sul, Austrália e novamente Suécia.

Sem medalha no Rio, a seleção feminina, que apesar da derrota saiu de campo ovacionada pelo público da Arena Corinthians, segue tendo como melhor resultado em Jogos Olímpicos as pratas conquistadas em Atenas-2004 e Pequim-2008.

A partida marcou a despedida da veterana meia Formiga, ícone do futebol feminino e xodó da torcida brasileira que, aos 38 anos, anunciou a aposentadoria da seleção após 20 anos vestindo a 'amarelinha'.

O duelo pela medalha de ouro do Rio-2016 será disputado ainda nesta sexta-feira no Maracanã entre Alemanha e Suécia.

- Sem pódio -Bem postado em campo, apresentando um time compactado e preparado para surpreender o Brasil no contra-ataque, o Canadá mostrou a que veio desde o início, acertando a trave na primeira finalização no jogo, uma cobrança de falta da capitã Sinclair aos 5 minutos.

No segundo lance de perigo, a abertura do placar. Aos 25, Ashley Lawrence, jogadora mais habilidosa do time norte-americano, armou contra-ataque veloz, deixou Fabiana para trás e cruzou rasteiro, na medida para Deanne Rose mandar para o fundo das redes.

Desorganizado em campo e com Marta sofrendo marcação dupla das canadenses, o Brasil não conseguiu assustar a meta da goleira Labbé no primeiro tempo.

Após o intervalo, a conversa no vestiário pareceu surtir efeito e as comandadas do técnico Vadão voltaram para campo mais acordadas, pressionando o Canadá em sua própria área.

A boa seleção canadense, porém, encontrou jeito de reagir.

Aos 7 minutos, Jessie Fleming encontrou Rose na ponta direita. A atacante só teve o trabalho de levantar a cabeça e tocar para Sinclair, livre na pequena área, dominar e finalizar com categoria.

Vendo o pódio ficar cada vez mais longe, a seleção foi com tudo para cima no desespero e Bia, aos 33 minutos, aproveitou cobrança de lateral na área para fuzilar o gol canadense.

O gol devolveu a esperança aos cerca de 45.000 torcedores que encheram a Arena Corinthians e gritavam "Eu acredito" a plenos pulmões, mas não foi suficiente para tirar o pódio do Canadá, que, ao som do apito final, conquistou seu segundo bronze olímpico seguido.

am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo