Esporte

Brasileiros prosseguem na disputa de medalhas do hipismo

19/08/2016 12h22

Rio de Janeiro, 19 Ago 2016 (AFP) - Dois brasileiros continuam na disputa de medalhas da final individual de saltos do hipismo nos Jogos Olímpicos Rio-2016 após a primeira passagem pela pista: Pedro Veniss e Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda.

Na primeira volta dos 35 finalistas pelo percurso no Centro Olímpico de Hipismo, em Deodoro, Doda, com Cornetto K, e Veniss, com Quabri De L'Isle, cometeram uma falta cada e contabilizam 4 pontos perdidos.

Já Eduardo Menezes, com Quintol, cometeu duas falhas e acumulou oito pontos perdidos, sendo eliminado da segunda passagem, programada para começar às 13h30 desta sexta-feira.

Dos 35 conjuntos que entraram na disputa pela manhã, 27 avançaram para a segunda passagem. Treze montarias zeraram o percurso. Isto significa que os brasileiros precisam ser perfeitos na segunda volta e torcer contra vários adversários para ter chance de medalhas.

Outros dois conjuntos perderam apenas 1 ponto por terem superado o tempo limite, enquanto 12 terminaram a primeira passagem com quatro pontos, incluindo Doda e Veniss.

O Brasil já conquistou três medalhas no hipismo olímpico: ouro para Rodrigo Pessoa na prova individual de saltos em Atenas-2004 e bronze nos saltos por equipes em Atlanta-1996 e Sydney-2000.

Mas a participação brasileira nos Jogos Rio-2016 é marcada por polêmicas: Pessoa foi convocado como reserva pelo técnico da equipe, o americano George Morris.

O americano considerou que a égua (Cadjanie) com a qual Pessoa competiria no Rio não correspondia às expectativas e deixou a montaria como reserva.

Sem concordar com a condição de reserva, Pessoa abriu mão de disputar os Jogos Olímpicos. O cavaleiro, que foi porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura em Londres-2012, participaria de sua sétima Olimpíada.

Para o lugar de Pessoa, Morris convocou Stephan Barcha, que foi desclassificado da competição por equipes e individual na terça-feira, depois que o exame obrigatório da comissão de veterinários atestou que o brasileiro abusou do uso da espora em seu cavalo, Landpeter do Feroleto.

Na prova por equipes, sem poder contar com uma nota de descarte, já que apenas Doda, Veniss e Menezes fizeram o percurso após a eliminação de Barcha, o Brasil terminou na quinta posição.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo