Esporte

Isaquias Queiroz e Erlon de Souza avançam à final do C2 1000 m

19/08/2016 10h43

Rio de Janeiro, 19 Ago 2016 (AFP) - O canoísta brasileiro Isaquias Queiroz, remando ao lado de Erlon de Souza, venceu sua bateria do C2 1000 m e garantiu classificação direta à final da prova, nesta sexta-feira na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Os brasileiros, campeões do mundo em Milão-2015 na categoria, completaram a distância em 3 minutos 33 segundos e 269 milésimos, melhor tempo geral, cruzando à linha de chegada com dois segundos de vantagem sobre os segundos colocados da primeira bateria, os ucranianos Dmytro Ianchuk e Taras Mishchuk.

Na segunda bateria, os alemães Sebastian Brendel e Jan Vandrey, maiores rivais de Isaquias e Erlon na briga pelo ouro olímpico, também venceram e avançaram à final do C2 1000 m, com tempo de 3:33.482.

Na terça-feira, Brendel se tornou bicampeão olímpico do C1 1000 m, deixando Isaquias com a prata, após briga muito equilibrada durante toda a prova com o brasileiro.

Prata no C1 1000 m e bronze no C1 200 m, Isaquias buscará na final do C2 1000 m se tornar o primeiro atleta do Brasil a conquistar três medalhas em uma única edição dos Jogos Olímpicos.

"Sabemos do nosso potencial, de nossas obrigações. Estamos preparados. Sermos atuais campeões mundiais é bom para botarmos uma pressãozinha neles, mas eles também estão se preparando bem", comentou Isaquias após a prova.

Questionado sobre a ausência na prova do moldavo Serghei Tarnovschi, suspenso por ter sido flagrado em exame antidoping realizado antes da competição, Isaquias foi econômico e direto nas palavras: "Ele fez uma grande babaquice", criticou o baiano.

Na terça-feira, Tarnovschi competiu com Isaquias na final do C1 1000 m e levou o bronze, medalha que lhe foi retirada após o flagra de doping.

Já Erlon comemorou ter avançado a final, depois de não alcançar esse objetivo nos Jogos de Londres-2012.

"Hoje foi missão cumprida desde a primeira prova. (Em Londres) A gente ficou de fora da final por menos de um décimo. Agora a gente conseguiu se classificar e amanhã estaremos com todo vapor", afirmou.

A final do C2 1000 m está marcada para este sábado às 09h34, horário de Brasília.

As classificatórias desta sexta-feira contaram com outros atletas brasileiros.

Na bateria de abertura do Caiaque K1 200 m, Édson Isaias da Silva completou a prova com o sétimo melhor tempo da bateria (35.665), o 20º no geral, e não brigará por uma medalha na final.

Já a equipe brasileira do K4 1000 m, composta por Roberto Maelher, Vagner Souta, Celso Oliveira e Gilvan Ribeiro, chegou em sexto lugar na eliminatória e se classificou às semifinais.

am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo