Esporte

Membro do COI envolvido em vendas ilegais será ouvido por juiz na terça

21/08/2016 11h36

Rio de Janeiro, 21 Ago 2016 (AFP) - Patrick Hickey, membro do Comitê Internacional Olímpico (COI) preso no Rio de Janeiro como parte de uma investigação sobre uma rede de venda ilegal de ingressos, será ouvido na terça-feira por um juiz, informou neste domingo o presidente do COI, Thomas Bach.

"Hickey será ouvido pela primeira vez por um juiz na terça-feira", declarou Thomas Bach antes da sessão final do COI.

Ele lembrou que "a presunção de inocência" deve prevalecer para este alto funcionário do COI, que renunciou "temporariamente" a todos os seus cargos no movimento olímpico.

Patrick Hickey, de 71 anos, presidente do membro do Comitê Olímpico Irlandês, presidente dos Comitês Olímpicos da Europa e vice-presidente da Associação dos Comitês Olímpicos, foi preso na quarta-feira no Rio.

Depois de ser hospitalizado, ele foi levado para o presídio de Bangu.

Ao todo, a polícia apreendeu 781 ingressos que foram vendidos a preços muito elevados. O tráfico gerou uma receita de "pelo menos 10 milhões de reais", de acordo com a polícia.

ebe-pga/dla/mr

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo