Esporte

Tite estreia na seleção brasileira com vitória por 3 a 0 sobre o Equador

01/09/2016 20h58

Quito, 1 Set 2016 (AFP) - Com direito a dois gols de Gabriel Jesus, o Brasil venceu por 3 a 0 o Equador na altitude de Quito, nesta quinta-feira pela 7ª rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia-2016, na estreia do técnico Tite no comando da seleção, que se recuperou na competição.

O atacante do Manchester City, que fez sua primeira partida pela seleção principal, depois de conquistar o ouro olímpico nos Jogos Rio-2016, foi o destaque do jogo e fez a diferença no segundo tempo, sofrendo o pênalti convertido por Neymar, aos 26 minutos, e selando a grande vitória da seleção brasileira ao balançar as redes aos 41 e nos acréscimos.

Gabriel Jesus não foi o único estreante do dia. O técnico Tite, que assumiu a seleção após Dunga ser demitido por, entre outros resultados ruins, não conseguir fazer a equipe render nas eliminatórias, também começou com o pé direito, montando uma equipe veloz e ofensiva que definiu o jogo na segunda etapa e acabou com a seca brasileira de 33 anos sem vitória sobre o Equador na competição sul-americana.

Com a importante vitória, o Brasil soma agora 12 pontos e aparece provisoriamente na 4ª colocação, atrás de Uruguai, que encara ainda nesta quinta-feira a Argentina (5ª com 11 pontos), de Colômbia, que venceu a Venezuela por 2 a 0, e o próprio Equador, todos com 13 pontos.

A seleção, porém, poderá ser ultrapassada por argentinos e pelo Chile (6º com 10 pontos), que encara em Assunção o Paraguai (7º com 9 pontos).

- Dedo do técnico -Para recuperar a confiança da seleção, após vexames na Copa do Mundo do Brasil-2014 e eliminação na fase de grupos da Copa América Centenário em junho, Tite apostou em jogadores que têm sua confiança.

Com isso, Paulinho, esquecido no futebol chinês, foi convocado e entrou no time titular para defender a zaga brasileira ao lado de Casemiro. Marcelo, que tinha desavença com Dunga e não vinha sendo chamado, também jogou.

Na frente, Tite optou por Willian, Neymar e Gabriel Jesus, jovem de 19 anos vendido recentemente pelo Palmeiras ao Manchester City e que estrava na seleção principal.

No início do jogo, porém, a equipe levou sufoco.

O Equador começou a partida pressionando a saída de bola do Brasil e causou muitas dificuldades para a seleção, que ainda buscaba entrosamento, e poderia ter aberto o placar em grande jogada de Jefferson Monteiro pela ponta esquerda, deixando Daniel Alves para trás na velocidade aos 2 minutos.

O veloz jogador equatoriano, porém, esbarrou na marcação de Miranda, que travou na hora certa, salvando o Brasil.

Após o susto inicial, o Brasil foi encontrando espaços no campo do Equador, aproveitando o ímpeto ofensivo do time local para tentar surpreender em contra-ataques.

Primeiro Renato Augusto e em seguida Willian e Gabirel Jesus tiveram boas chances em chutes de fora da área, mas só o jogador do Manchester City foi capaz de obrigar o goleiro Domínguez a fazer boa defesa.

- Gabriel Jesus faz a diferença -No segundo tempo, a partida seguiu o mesmo roteiro, até Gabriel Jesus conseguir se desvencilhar da marcação de Mena e ser derrubado na área por Domínguez.

Na cobrança do pênalti, Neymar, que na última vez que cobrou uma penalidade marcou o gol decisivo que deu ao Brasil a vitória sobre a Alemanha na final dos Jogos Olímpicos Rio-2016, finalizou com categoria e colocou a seleção em vantagem no placar.

O Equador, que começou a campanha nas eliminatórias com quatro vitórias seguidas, mas que vinha de derrota para a Colômbia (3-1), sentiu o golpe e começou a apelar para as faltas.

Numa delas, Paredes entrou na maldade sobre Renato Augusto e levou o segundo cartão amarelo, foi expulso e facilitou a vida do Brasil.

Com um jogador a mais, Tite tirou Willian, que não fez bom jogo, e colocou o veloz Philippe Coutinho, dando novos ares ao ataque.

Deu certo. O atacante do Liverpool se entendeu muito bem com Neymar e Marcelo pela lado esquerdo e participou da jogada que deixou o lateral do Real Madrid livre para cruzar rasteiro para Gabriel Jesus ampliar.

Nos acréscimos, ainda deu tempo para Gabriel Jesus marcar seu segundo gol, uma pintura de fora da área, após assistência de Neymar, em rápido contra-ataque.

am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo