Esporte

Stan Wawrinka derrota Djokovic e é campeão do US Open

11/09/2016 21h59

Nova York, 12 Set 2016 (AFP) - O suíço Stan Wawrinka conquistou o US Open ao derrotar o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo e defensor do título, vencendo em quatro sets, parciais de 6-7, 6-4, 7-5, 6-3, neste domingo em Nova York.

Wawrinka dominou o melhor tenista do mundo durante a maior parte do jogo e fechou a partida após três horas e 55 minutos de um duelo de grande intensidade.

O suíço, número 3 do mundo, adicionou aos 31 anos um 15º título à carreira, terceiro de Grand Slam, após as conquistas do Aberto da Austrália-2014 e de Roland Garros-2015.

Para chegar à final, Wawrinka não teve vida fácil e precisou sobreviver à um match-point contra nas oitavas de final no duelo diante do britânico Daniel Evans (4-6, 6-3, 6-7, 7-6, 6-2).

Em comparação, a final acabou sendo mais fácil para o suíço, que fez 'Djoko' sofrer fisicamente em quadra graças aos 46 winners e a eficiência nos momentos decisivos (6 quebras de saque em 10 oportunidades).

Do outro lado da quadra, o sérvio, que fez percurso muito tranquilo até a final, sendo beneficiado por três abandonos de adversários no caminho, não mostrou a serenidade habitual.

Apesar de vencer o primeiro set no tie-break, precisou segurar o ímpeto de Wawrinka na parcial, depois de abrir 5-2 antes de conceder três games seguidos.

- Onze finais seguidas vencidas -Mas o suíço, que havia vencido apenas quatro dos 23 confrontos anteriores contra Djokovic, tomou a iniciativa do jogo a partir do segundo set e manteve até o último ponto.

Perdendo por 2 sets a 1, Djokovic, considerado o melhor tenista do mundo e campeão em 2016 do Aberto da Austrália e de Roland Garros, não aguentou o ritmo.

Com feridas abertas nos dedos do pé direito, o sérvio precisou pedir dois atendimentos médicos para fazer curativos, mas não conseguiu ganhar mais do que três games.

"A vitória de Stan é muito merecida, ele mostrou mais coragem nas horas decisivas e nos pontos importantes", admitiu Djokovic.

"Nesse nível a diferença está em alguns pontos, mas foram bons quinze dias para mim. Eu nem achava que jogaria aqui, e se me tivessem dito que estaria na final, eu aceitaria", explicou, que quase desistiu do US Open devido a dores no punho.

Wawrinka fez questão de homenagear o adversário da noite: "Eu estou aqui graças a você, você fez tanto pelo tênis, você me empurrou para chegar a esse nível".

"Essa final e esses quinze dias foram incríveis para mim, obrigado a todo mundo que me apoiou", comemorou o suíço, aplaudido de pé pelo público do Arthur Ashe Stadium.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo