Esporte

Ouro na bocha e prata no tênis de mesa são medalhas inéditas do Brasil nos Jogos Paralímpicos

12/09/2016 20h55

Rio de Janeiro, 12 Set 2016 (AFP) - O Brasil teve uma segunda-feira de medalhas inéditas em Jogos Paralímpicos, conquistando o ouro na bocha em duplas mistas e a prata no tênis de mesa com Israel Stroh, em mais um dia de destaque para o atletismo do país no Rio-2016.

Na bocha, Antônio Leme, Evani Soares e Evelyn de Oliveira venceram a final das duplas mistas classe BC3, primeiro pódio brasileiro nessa categoria na história, derrotando por 5 a 2 a Coreia do Norte na decisão.

Mais cedo, os bicampeões Paralímpicos Dirceu Pinto e Eliseu dos Santos, jogando ao lado de Marcelo Santos, deixaram escapar o tri na competição de pares classe BC4, derrotados pelos eslovacos Samuel Andrejcik, Michaela Balcova e Robert Durkovic.

No tênis de mesa, o Brasil conquistou outra medalha histórica, com Israel Stroh conquistando a prata e se tornando o primeiro atleta do país a subir ao pódio em competição individual de tênis de mesa em Jogos Paralímpicos.

Na decisão da classe 7, o brasileiro enfrentou o britânico William Bayley, que venceu em 3 sets a 1, parciais de 11-9, 5-11, 11-9 e 11-4.

Os habituais carros-chefes de medalhas para o Brasil, a natação e o atletismo, também fizeram bonito nesta segunda-feira.

O nadador Daniel Dias conquistou sua 20ª medalha em Jogos Paralímpicos ao levar o ouro na prova dos 50 m categoria S5, nadando a prova em 32.78 segundos.

Foi a 5ª medalha no Rio-2016 de Daniel, que nasceu com má formação congênita dos membros superiores e da perna direita e ainda disputará duas provas individuais: 100 m livre e 50 m costas da classe S5.

Por equipes, o brasileiro encara a disputa dos revezamentos 4x100m livre masculino 34 pontos e 4x100m medley masculino 34 pontos.

Já o atletismo foi responsável por mais três medalhas no dia, com destaque para o ouro no lançamento de disco de Alessandro Silva, que venceu a prova com arremesso de 43.06 m, recorde paralímpico.

Na sessão noturna, o revezamento 4x100m classes T42-47 garantiu a prata para a equipe brasileira, formada por Renato Nunes da Cruz, Yohansson Nascimento, Petrúcio Ferreira e Alan Fonteles.

Antes, Fábio Bordignon, no 200 m T35, e Rodrigo Parreira, no salto em distância T36, levaram a prata.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo