Esporte

Nico Rosberg (Mercedes) vence com suspense o GP de Cingapura de F1

18/09/2016 17h41

Singapura, 18 Set 2016 (AFP) - O piloto alemão da Mercedes, Nico Rosberg, que largou da pole, venceu neste domingo o Grande Prêmio de Cingapura de Fórmula 1, ao término de uma disputa acirrada, à frente do australiano Daniel Ricciardo (Red Bull).

O pódio foi completado com o outro piloto da Mercedes, o britânico Lewis Hamilton, que perdeu a liderança do Mundial para Rosberg, com oito pontos de vantagem.

As duas Ferrari terminaram perto do pódio, com Kimi Raikkonen em 4º e Sebastian Vettel em 5º.

Os brasileiros voltaram a fazer prova discreta.

Felipe Massa largou da 11ª posição chegou a ficar na zona de pontuação, mas o motor Williams não permitiu acompanhar o ritmo dos adversários e terminou na 12ª posição. Já Felipe Nasr e sua fraca Sauber, largando da 17ª colocação, ganhou algumas posições e terminou em 13º.

Utilizando uma estratégia diferente, mais ousada, com três paradas nos boxes para mudar de pneus (contra as duas de Rosberg), Ricciardo, com pneus supermacios, completou as 61 voltas logo atrás, a meio segundo de Rosberg, com pneus macios.

Rosberg, na 200ª corrida de F1 da carreira, venceu a terceira corrida seguida (Bélgica, Itália e Cingapura) e recuperou a liderança do mundial de pilotos, com oito pontos de vantagem sobre o tricampeão mundial Hamilton, a seis corridas do fim da temporada.

"Foi um fim de semana incrível. Fiz uma ótima largada, tinha um bom carro. Claro que Daniel (Ricciardo) tentou se aproximar no fim com uma parada a mais, mas minha estratégia foi boa até a linha de chegada", analisou o vencedor da prova.

- Boa publicidade para a F1 -Esta foi a 22ª vitória de Rosberg na F1, oito delas nesta temporada, contra apenas dois triunfos de Hamilton.

"Não foi um fim de semana fácil para mim, mas felicito a Nico. Ele merece a vitória", declarou Hamilton, consolado pelo fato de ter aguentado os ataques de Kimi Raikkonen nas últimas voltas para se manter no pódio.

O GP de Singapura, disputado à noite, começou com uma paralisação de vários minutos devido ao acidente do alemão Nico Hulkenberg (Force India) contra o muro de segurança, depois de um toque na Toro Rosso de Carlos Sainz.

O acidente acabou provocando uma cena curiosa e até assustadora: quando a prova foi reiniciada, um fiscal ainda estava limpando a pista no momento que os carros apontavam a todo vapor na reta e precisou sair correndo para não ser atropelado.

Outro momento interessante foi a disputa na pista entre Daniil Kvyat e Max Verstappen. Rebaixado da Red Bull para a Toro Rosso para dar lugar ao holandês, o russo fez jogo duro e vendo muito caro a posição, tirando o rival da briga pelo pódio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo