Esporte

CR7 brilha, mas Real empata com Borussia em jogaço na Alemanha

27/09/2016 18h20

Dortmund, Alemanha, 27 Set 2016 (AFP) - Em duelo eletrizante, o Borussia Dortmund manteve a invencibilidade em casa contra o Real Madrid ao arrancar o empate em 2 a 2 a quatro minutos do fim, nesta terça-feira, pela segunda rodada do grupo H da Liga dos Campeões, apesar da ótima atuação de Cristiano Ronaldo.

Chateado por ter sido substituído a vinte minutos do fim no empate pelo mesmo placar de 2 a 2 com o Las Palmas, no último sábado, pela Liga Espanhola, o astro português teve participação nos dois gols 'merengues'.

Anotou o primeiro, o 96º da sua carreira na Champions, e iniciou a jogada do segundo, marcado por Varane, com cruzamento na medida para Benzema.

Apesar de todo o empenho de CR7, o atual campeão europeu não conseguiu romper a sina do Westfalenstadion. São três empates e três derrotas, a mais dura em 2013 (4-1), nas semifinais da competição.

Com o resultado, o Borussia segue liderando a chave, com os mesmos quatro pontos do clube espanhol, atual campeão europeu, que tem saldo de gols inferior (6 contra 1).

Na outra partida do grupo, o Sporting, de Portugal, somou seus três pontos na competição e ficou em terceiro lugar ao derrotar em casa por 2 a 0 o lanterninha Légia Varsóvia, da Polônia, com gols de Bryan Ruiz e Bas Dost.

- Lá e cá -Com a ambição de quebrar o tabu histórico e de reencontrar a vitória depois de dois empates seguidos na Liga Espanhola, o técnico do Real, Zinedine Zidane, optou por uma escalação ousada.

Na ausência dos brasileiros Marcelo e Casemiro, ambos lesionados, o técnico Zinedine Zidane escalou Danilo, lateral direito de formação, para a esquerda da defesa, e um meio de campo bastante ofensivo, com James Rodríguez na frente da dupla Kroos-Modric.

No gol, 'Zizou' escalou o costarriquenho Keylor Navas, que voltou a ser relacionado depois de perder o início de temporada por lesão, dando lugar a Kiko Casilla.

O duelo começou animado, com ambas as equipes saindo em velocidade na direção do gol adversário.

O Real criou a primeira chance logo aos 3 minutos de jogo, em cobrança de falta de Cristiano Ronaldo que exigiu boa defesa do goleiro Roman Bürki.

Menos de dois minutos depois, o Borussia respondeu na mesma moeda e Navas teve que se esticar todo para espalmar a cobrança de Gonzalo Castro.

Sem Casemiro, o Real deixava muitos espaços no meio, dando liberdade aos velozes Aubameyang e Dembelé, que chegavam com facilidade até a área 'merengue'.

Recém-contratado junto ao Rennes, Dembelé, promessa francesa de apenas 19 anos, por pouco não abriu o placar aos 13, em chute da entrada da área que passou raspando o travessão.

Quando parecia que o time da casa controlava o jogo, veio o castigo do Real, com sua arma predileta: o contra-ataque.

A jogada foi espetacular, com a bola de pé em pé em alta velocidade e participação de todos os jogadores ofensivos do clube espanhol.

Benzema recuperou a bola pela esquerda e rolou para Kroos, que abriu na direita para James Rodríguez. O colombiano invadiu a área e achou para Bale, que não foi fominha e teve a inteligência de tocar de calcanhar para CR7 finalizar com frieza no cantinho.

O gol só fez o Borussia buscar ainda mais o ataque, com Dembelé infernizando a defesa 'merengue'. O francês estava em todos os lados do campo, batendo até escanteio. Aos 31, acho a cabeça de Sokratis e Navas tirou de soco para salvar o Real.

O empate alemão estava amadurecendo, e saiu aos 43, em falha do goleiro costarriquenho, que espalmou muito mal uma cobrança de falta de Raphael Guerreiro no meio do gol.

A bola resvalou em Varane, que só não fez gol contra porque Aubameyang apareceu em cima da linha para empurrar a bola para as redes.

CR7 achou que tinha colocado o Real novamente à frente logo em seguida, mas o gol foi anulado, por impedimento.

- Carrasco do Brasil arranca o empate -O segundo tempo começou como terminou o primeiro, com bombardeiro do Borussia. Aos 6, Dembelé, sempre ele, passou por dois marcadores como se fossem meros cones e rolou na esquerda da área para Aubameyang, que chutou com curva, para a defesa de Navas.

O time alemão, porém, não conseguiu manter esse ritmo frenético e o Real foi se acertando, fechando melhor os espaços no meio de campo.

O castigo veio aos 23, mais uma vez dos pés de CR7. O três vezes melhor mundo cruzou na medida para Benzema, que se jogou para finalizar de primeira. A bola bateu na trave e no travessão, mas Varane apareceu na sobra para se redimir do lance infeliz do primeiro tempo.

O time alemão reagiu logo no minuto seguinte, com chute seco, de Guerreiro, mas Navas voltou a salvar o Real.

CR7 quase fez o terceiro gol do Real aos 33, mas Burki frustrou o três vezes melhor do mundo, que foi ao desespero aos 41, quando viu a vitória escapar com o gol de Andre Schurrle.

Autor dos últimos dois gols da Alemanha no 7-1 da semifinal da Copa do Mundo de 2014 contra o Brasil, o atacante, que acabava de entrar em campo, pegou a sobra de uma bicicleta de Aubameyang e encheu o pé, acertando o ângulo de Navas e levando a torcida ao delírio.

lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo