Esporte

Técnico da Inglaterra na corda bamba após denúncias de corrupção

27/09/2016 12h45

Londres, 27 Set 2016 (AFP) - Apenas dois meses depois da nomeação como técnico da seleção inglesa, Sam Allardyce já tem o cargo ameaçado, por ter sido flagrado em gravação com câmera escondida do Daily Telegraph revelando como burlar regras sobre transferências de jogadores.

'Big Sam' foi nomeado em julho, depois da demissão de Roy Hodgson, consequência do vexame da eliminação pela Islândia nas oitavas de final da Eurocopa.

Até agora, Allardyce comandou a seleção em apenas uma partida, a vitória suada contra a Eslováquia, no início de setembro, pelas eliminatórias da Eurocopa, mas não se sabe se ele está à frente dos 'Três Leões' nas partidas contra Malta e Eslovênia, nos dia 8 e 11 de outubro.

De acordo com o diário The Times, a Federação Inglesa (FA) já abriu uma investigação e o treinador de 61 anos deve se reunir com o presidente da entidade, Greg Clarke, ainda nesta terça-feira.

"Não é apropriado fazer julgamentos prévios sobre o caso", explicou Clarke ao jornal na noite de domingo.

"Com esse tipo de coisa, é preciso dar uma boa respirada e ouvir todo mundo. Depois, pode ter sua opinião sobre o que tem que ser feito", completou.

Allardyce ainda não se pronunciou, e a FA pediu ao Telegraph para "fornecer todos os elementos ligados ao caso".

O escândalo provocou uma enxurrada de reações de repúdio na Inglaterra, com a ONG Transparency International cobrando uma "investigação independente" para manter o futebol "limpo".

- 'Consultoria' por 400.000 libras -Tudo começou com a divulgação, na noite de domingo, de um vídeo com declarações muito embaraçosas de Allardyce.

A gravação foi feita com câmera escondida e o treinador achava que estava tendo um encontro privado com investidores asiáticos que queriam "contornar" as regras da FA no que diz respeito à transferência de jogadores.

Para ser mais específico, o principal assunto é a questão das propriedade de parte dos direitos econômicas de um atleta por um terceiro (TPO), quando o clube cede esses direitos a um fundo privado.

A prática é comum no Brasil, como aconteceu na transferência polêmica de Neymar ao Barcelona, por exemplo, que contou com a participação do fundo DIS, em litígio com o clube e o jogador, mas é proibida na Inglaterra desde 2008.

O que 'Big Sam' não sabia é que os 'investidores' em questão, na verdade, eram jornalistas que investigavam casos de corrupção no futebol inglês.

Para piorar ainda mais seu caso, o treinador aceitou viajar a Cingapura e Hong Kong para vender seus serviços de 'consultoria' por 400 libras esterlinas (cerca de 461.000 euros).

- Piadas no Twitter -Durante a conversa, Allardyce zomba de seu predecessor, Roy Hodgson, que considerou "indeciso demais" durante a Eurocopa.

Ele também alfineta a FA, com a qual assinou contrato de dois anos, ao alegar que gastaram 870 milhões de libras (cerca de um bilhão de euros) " de forma estúpída" para reconstruir o estádio de Wembley, que recebe as partidas da seleção.

Nem o Príncipe William, presidente honorário da federação, foi poupado. Foi criticado por não ter comparecido à apresentação do logotipo da Euro-2020, na semana passada, em Londres.

Enquanto aguarda uma decisão da FA sobre seu futuro, 'Big Sam' é alvo de piadas nas redes sociais.

"Allardyce está agora em Saint George Park (Centro de Treinamento da seleção inglesa), enchendo sacos de salsicha e bacon antes de ir embora", brincou um usuário.

"Se Allardyce for demitido, deixará como legado o fato de ser o único técnico da seleção inglesa com 100% de aproveitamento", lembrou outro tuite.

Já o cartunista do Daily Telegraph, Matt, publicou um desenho com dois jogadores da seleção conversando, depois de sofrer um gol. "O técnico da seleção é a vergonha do futebol inglês. Normalmente, isso é tarefa para os jogadores".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo