Esporte

Uruguai empata na Colômbia e abre caminho para liderança do Brasil

11/10/2016 21h11

Barranquilla, Colômbia, 12 Out 2016 (AFP) - A seleção uruguaia deixou escapar a vitória a seis minutos do fim e acabou empatando em 2 a 2 com a Colômbia, nesta terça-feira, em Barranquilla, resultado que ajuda o Brasil a chegar à liderança das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018.

A 'Celeste' chegou aos 22 pontos, dois de vantagem sobre os comandados de Tite, que têm tudo para somar três unidades nesta terça-feira, na visita à lanterninha Venezuela, em Mérida.

Já a Colômbia manteve o quarto lugar provisório, com os mesmos 17 pontos do Equador (3º), que mais cedo arrancou empate em 2 a 2 com a Bolívia, depois de estar perdendo por 2 a 0, na altitude de La Paz.

Com tempo chuvoso em Barranquilla, os 'Cafeteros' saíram na frente logo aos 14 minutos de jogo, com gol de cabeça de Aguilar, em cobrança de escanteio de Muriel.

O Uruguai não desanimou e respondeu na mesma moeda, aos 26, quando Cristian 'Cebolla' Rodríguez cabeceou para as redes, em cobrança de falta de Carlos Sánchez desviada pela zaga.

- Suárez iguala Crespo -Os colombianos voltaram a pressionar depois do intervalo e reclamaram de dois pênaltis não marcados pelo juiz no início do segundo tempo, mas foram castigados aos 27, pelo 'pistoleiro' Luis Suárez.

O atacante do Barcelona pegou a sobra de uma cobrança de falta de Godín, deu um drible desconcertante em Jeison Murillo, zagueiro da Inter de Milão, e fuzilou o goleiro Ospina para virar o marcador (2-1).

O camisa 9 alcançou uma marca histórica, igualando os 19 gols do argentino Hernán Crespo, até então isolado como maior artilheiro da história das eliminatórias sul-americanas.

A diferença é que Crespo precisou de apenas 33 jogos para chegar a esse total, contra 41 do uruguaio, que já é o recordista de gols da seleção do seu pais, com 47.

O resultado garantia a 'Celeste' por mais um mês na liderança, mas Yerry Mina arrancou o empate colombiano aos 39, ao cabecear com estilo, encobrindo o goleiro Muslera.

Apesar de não ter saído com os três pontos, o técnico uruguaio Oscar Tabárez ficou satisfeito com o resultado. "É a primeira vez que não perco aqui em Barranquilla", lembrou.

"Estamos satisfeitos, conscidentes de que foi uma partida que poderíamos ter perdido, também poderíamos ter vencido, mas o empate está e bom tamanho. Sofremos muito, porque no Uruguai, não temos noção do que é o calor e a umidade de Barranquilla", completou.

Em La Paz, a Bolívia abriu vantagem de 2 a 0 ainda no primeiro tempo, com dois gols de Pablo Escobar, mas o Equador reagiu depois do intervalo, e Enner Valencia também balançou as redes duas vezes, aos 2 e 44 da etapa final.

Atacante do Everton, da Inglaterra, Valencia causou uma grande polêmica na última quinta-feira, ao deixar o campo de ambulância, supostamente para escapar de uma ordem de prisão por falta de pagamento da pensão alimentícia da sua filha.

A cena dos policiais correndo atrás da ambulância no estádio foi uma das mais curiosas dessas eliminatórias.

lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo