Esporte

Real goleia Legia e encaminha vaga nas oitavas da Champions

18/10/2016 19h06

Madri, 18 Out 2016 (AFP) - O Real Madrid fez valer o favoritismo e aplicou uma goleada de 5 a 1 no modesto Legia Varsóvia, nesta terça-feira, no estádio Santiago Bernabéu, pela terceira rodada do grupo F da Liga dos Campeões, e ficou a uma vitória da classificação para o mata-mata.

Cristiano Ronaldo teve ótima atuação, dando duas assistências, mas passou em branco e perdeu a oportunidade de se aproximar da marca simbólica dos cem gols na Champions. Maior artilheiro da história da competição, o astro português ficou com a conta bloqueada em 96.

Com o resultado, os 'merengues' continuam na vice-liderança da chave, somando os mesmos sete pontos do Borussia Dortmund, que tem saldo de gols superior (7 contra 5). Sporting (3º com 3 pontos) e Légia (último sem ponto) estão praticamente eliminados.

O time alemão garantiu sem problemas sua segunda vitória na competição ao derrotar o Sporting por 2 a 1, em Lisboa, com gols de Aubameyang e Weigl. O gol de honra do clube português foi marcado pelo ex-corintiano Bruno César.

Os confrontos se repetem no dia 2 de novembro, com inversão dos mandos de campo. Borussia e Real podem garantir a vaga antecipada às oitavas de final se vencerem de novo os mesmos adversários.

- Sustos no início -No Bernabeu, o técnico Zinedine Zidane fez três mudanças em relação à equipe que goleou o Betis por 6 a 1 no último sábado, com o Danilo na lateral direita, no lugar de Carvajal.

No total, três brasileiros começaram jogando. Além de Danilo e Marcelo, novamente titular do Real na ausência de Sergio Ramos, que se machucou com a seleção espanhola, o meia Guilherme foi titular do Legia.

No meio, Isco não foi mantido na equipe apesar de ter balançado as redes duas vezes naquela partida.

Sem contar com Casemiro e Modric, ambos lesionados, 'Zizou' preferiu optar pelo colombiano James Rodríguez, recuperado de lesão, enquanto Asensio foi escalado na vaga do croata Kovacic, para jogar ao lado do alemão Toni Kroos.

Com esse esquema bastante ofensivo, o Real fez logo valer sua enorme superioridade técnica, com toque de bola refinado e muita velocidade nas transições, mas deixava muitos espaços no meio, já que James praticamente não ajudava na marcação.

Por isso, apesar do amplo domínio 'merengue' no início de jogo, as duas primeiras chances claras de gol foram do time polonês.

Jodlowiec deu um grande susto na torcida aos 9, em contra-ataque puxado pelo belga Odjidja Ofoe, mas chutou em cima do goleiro Keylor Navas. Ofoe ameaçou de novo aos 12, com uma bomba que explodiu na trave.

A resposta do Real veio logo em seguida, com dois gols em quatro minutos.

Aos 16, Bale recebeu na direita, entortou um marcador e acertou um lindo chute rasteiro no canto rasteiro.

O segundo saiu logo aos 20, com Benzema infernizando a defesa polonesa pela esquerda, antes de recuar para Marcelo, que encheu o pé da entrada da área e viu Jodlowiec desviar a bola para as próprias redes.

Com a vantagem de 2 a 0 no marcador, o Real voltou a relaxar e deixou o Legia descontar logo em seguida, praticamente na reposição de bola.

Radovic escapou pela esquerda e foi derrubado de forma infantil por Danilo. O próprio sérvio foi para a cobrança e deslocou Navas para anotar o primeiro gol do time polonês na competição.

- Morata e Vázquez entram e fazem gol -Apesar das falhas na marcação e na saída de bola, o Real continuava mandando no jogo, e Danilo quase se redimiu aos 24.

O brasileiro fez boa jogada pela esquerda, com drible desconcertante no marcado, e cruzou a meia-altura para Benzema que tentou o voleio e viu o goleiro Malarz fazer uma defesa espetacular.

Malarz voltou a se destacar aos 29, em cobrança de falta de Cristiano Ronaldo, mas nada pôde fazer aos 37. CR7 recebeu cruzamento de Bale e rolou para Asensio, que fuzilou o goleiro polonês da entrada da área.

O Real voltou em ritmo mais lento no segundo tempo, com Cristiano perdendo a paciência por não conseguir saciar a fome de gols, levando até cartão amarelo aos 17, por uma entrada desnecessária em Bereszynski.

Zidane resolveu mexer logo em seguida, ao tirar Bale e James para colocar em campo e Álvaro Morata e Lucas Vázquez.

A mudança não demorou para surtir efeito. Aos 23, Morata arrancou pela esquerda e cruzou na medida para Vázquez mandar de primeira para as redes.

Como não poderia deixar de ser, Morata também marcou o dele, aos 39, após receber passe açucarado de CR7, a segunda assistência do português na partida.

Só faltava mesmo o gol do português, que teve três chances claras nos últimos quinze minutos de partida, mas não conseguiu ampliar seu recorde.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo