Esporte

Rudi Garcia é o novo técnico do Olympique de Marselha

20/10/2016 14h24

Marselha, 20 Out 2016 (AFP) - O Olympique de Marselha, que trocou de proprietário oficialmente na segunda-feira, anunciou a primeira grande mudança, com a contratação do técnico Rudi Garcia, demitido da Roma em janeiro.

"Rudi Garcia, 52 anos, assinou um contrato de três anos. Ele assumirá o cargo na sexta-feira", informou o clube do sul da França em um comunicado divulgado nesta quinta-feira.

A grande estreia de Garcia no comando do OM não será em um jogo qualquer: o clássico com o Paris Saint-Germain, arquirrival e atual tetracampeão francês, no domingo, no Parque dos Príncipes.

"Quando eu me reuni com Rudi, ele me disse na hora que queria ganhar a Liga dos Campeões. Entendi na hora que é a pessoa certa para o cargo", justificou no comunicado o americano Frank McCourt, que comprou o clube de Margarita Louis-Dreyfus, viúva de Robert, ex-presidente da Adidas.

De acordo com o novo presidente do Olympique, Jacques-Henri Eyraud, homem confiança de McCourt, Garcia "reúne todas as qualidades necessárias para esse projeto".

"Seu retrospecto nos últimos cinco anos é excepcional, ele tem qualidades de liderança e sabe o que é preciso para lecar um time à vitória", elogiou o dirigente.

Garcia teve seu primeiro trabalho de destaque no comando do Lille, clube modesto que levou à 'dobradinha' histórica em 2011, conquistando os títulos da Ligue 1 e da Copa da França.

Na Roma de 2013 a 2016, foi vice-campeão em 2014 e 2015, vítima da hegemonia da Juventus.

"Ele é um dos ratos técnico franceses que obteve êxito em um grande campeonato estrangeiro e está acostumado com ambientes de alta intensidade", resumiu Eyraud.

O Olympique ocupa apenas a 12ª posição da Ligue 1 e o novo proprietário só poderá abrir a carteira para contratar reforços em janeiro, na abertura da próxima janela de transferências.

Muito controverso nos Estados Unidos, McCourt foi considerado pela ESPN o segundo pior dono de franquia esportiva nas grandes ligas americanas pela sua gestão do time de Beisebol Los Angeles Dodgers, que quase levou à falência.

O certo é que dinheiro não falta para o novo proprietário do OM, que, apesar de todos os problemas, vendeu os Dodgers pelo montante recorde de dois bilhões de dólares em 2012, quatro vezes o valor de compra.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo