Esporte

Com Neymar e sem surpresas, Tite define titulares do superclássico

08/11/2016 21h19

Belo Horizonte, 8 Nov 2016 (AFP) - Poucas horas depois de desembarcar em Belo Horizonte, Neymar participou nesta terça-feira do seu primeiro treinamento com a seleção brasileira antes do clássico de quinta-feira contra a Argentina, no qual Tite deve apostar nos mesmos jogadores que colocaram a 'amarelinha' na liderança das eliminatórias.

O craque de 24 anos chegou à capital mineira no seu jatinho particular e aproveitou para dar carona para dois companheiros de Barcelona que se tornarão seus adversários no Mineirão, Lionel Messi e Mascherano.

'Ney' não jogou a última partida, contra a Venezuela (vitória por 2 a 0), por cumprir suspensão depois do acúmulo de cartões amarelos, mas volta com tudo para encarar os 'Hermanos' no palco do 7 a 1.

Outro 'reforço' de peso será o lateral Marcelo, que perdeu os últimos dois jogos por lesão e deve recuperar sua vaga, no lugar de Filipe Luís.

No treino realizado no Mineirão, Tite não fez mistério, definindo uma equipe titular sem surpresas: Alisson - Daniel Alves, Miranda, Marquinhos, Marcelo - Fernandinho, Paulinho, Renato Augusto - Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus.

Marquinhos terá a dura tarefa de marcar Lionel Messi e sabe que precisará de atenção redobrada para marcar o craque do Barça.

"Sua qualidade é diferente, na minha opinião, é o melhor jogador da atualidade. Por isso temos que fazer uma partida perfeita. Se cometer um erro mínimo, ele pode driblar, caçar a bola ou fazer um gol", alertou o zagueiro do Paris Saint-Germain, que também terá pela frente seu companheiro de clube Angel Di Maria.

"Messi está marcando época. É um jogador difícil de ser comparado. Ele é único e tem um dom que faz dele um jogador quase perfeito", elogiou por sua vez o lateral-direito Daniel Alves, da Juventus, que atuou ao lado do camisa 10 no clube catalão.

"Sua grandeza é que ele nã se acha tão grande, é isso que o faz diferente dos demais", completou o jogador de 33 anos, que será capitão a Argentina, seguindo o rodízio implantado por Tite.

Além de usar a braçadeira, Daniel Alves trocará a camisa 2 pelo 4, em homenagem a Carlos Alberto Torres, eterno capitão do tri de 1970, falecido no final do mês passado, que ocupava a mesma posição e tinha esse número no uniforme.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo