Esporte

Inglaterra continua apostando em Rooney apesar da má fase

10/11/2016 19h47

Londres, 10 Nov 2016 (AFP) - O atacante Wayne Rooney foi confirmado como capitão da seleção inglesa para o clássico de sexta-feira contra Escócia, apesar de viver uma temporada complicada com o Manchester United sob o comando de José Mourinho.

Maior artilheiro da história dos 'Três Leões', com 53 gols em 118 partidas, o jogador de 31 anos parecia ter crédito ilimitado, mas chegou a ser vaiado pela torcida no início do mês passado, na vitória 'magra' por 2 a 0 sobre a fraquíssima equipe de Malta, em Wembley.

Depois desse episódio, o capitão ficou no banco no empate sem gols com a Eslovênia.

O técnico interino Gareth Southgate voltou a confiar nele para o clássico, exaltando suas qualidades de liderança, mas a Inglaterra não pode se dar ao luxo de um tropeço contra o velho inimigo.

- 'Nenhuma hesitação' -Líder do grupo G das eliminatórias depois de três rodadas, tem apenas dois pontos de vantagem sobre Lituânia e Eslovênia, três sobre a própria Escócia.

A Federação inglesa está até disposta a efetivar Southgate no cargo, mas tudo pode ir por água a baixo em caso de zebra diante de uma das piores seleções escocesas da história.

Para isso, apostar em Rooney não é necessariamente garantia de sucesso, apesar de o atacante ter mostrado nas últimas semanas que está começando a dar a volta por cima.

Depois de amargar o banco de reservas durante boa parte do início de temporada do United, voltou a ser titular nas últimas partidas, anotando o único gol na derrota por 2 a 1 para o Fenerbahçe e dando duas assistências na vitória por 3 a 1 para o Swansea.

"Wayne está confiante e acho que sua experiência é importante em uma partida como essa. Ele se encontra em um momento muito melhor do que na última convocação", ressaltou Southgate em entrevista coletiva nesta quinta-feira, no CT da seleção inglesa.

"Não houve nenhuma hesitação da minha parte para convocá-lo. Ele jogou bem nas últimas partidas com o United, acho que só precisa encontrar seu ritmo", insistiu.

- 'Homem do passado' -A imprensa britânica não concorda com essa ideia. Apesar de ter exaltado pelos serviços prestados ao longo da carreira, Rooney é visto como o "homem do passado", em meio à renovação iniciada na seleção inglesa.

O técnico Roy Hogdson começou a apostar em jovens depois do fracasso da eliminação na primeira fase da Copa do Mundo no Brasil-2014 e colheu os frutos com a campanha irretocável nas eliminatórias da Eurocopa-2016, com 100% de aproveitamento.

Na França, porém, a nova geração não deu conta do recado e nem mesmo a experiência de Rooney conseguiu salvar os ingleses de outro vexame, com a eliminação pela Islândia nas oitavas de final do torneio continental.

"Rooney está em declínio há dois anos. Sua presença é um freio de mão puxado numa equipe que tem condições de jogar com ritmo elevado", criticou o tabloide The Sun, alegando que a atuação contra o fraco Swansea é apenas um pretexto para Southgate mantê-lo no time.

Na verdade, o motivo que leva o treinador a escalar o veterano como titular é certamente o desfalque do meia Dele Alli, de 20 anos, que sofreu uma lesão do Tottenham durante um treino no sábado.

Desta forma, Rooney deve jogar no meio de campo, como vem atuando com o United de Mourinho.

Apesar da versatilidade, o camisa 10 pode ter vaga ameaçada pelos retornos do atacante Harry Kane e do meia Adam Lallana, que ficaram fora das últimas duas partidas.

Por enquanto, Rooney continua com a braçadeira de capitão, mesmo tendo marcado apenas dois gols em quinze jogos nesta temporada, mas uma derrota no clássico pode acabar com seu crédito com a seleção.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo