Esporte

Brasil visita Peru para fechar ano com 100% sob comando de Tite

14/11/2016 17h29

Lima, 14 Nov 2016 (AFP) - Com um pé na Rússia graças à grande sequência de cinco vitórias seguidas, o Brasil encara nesta terça-feira um Peru revigorado, em Lima, com a meta de fechar o ano mantendo a liderança das eliminatórias e os 100% de aproveitamento desde que Tite assumiu a seleção.

A sete rodadas do fim, Neymar e companhia somam 24 pontos, oito de vantagem sobre a Argentina, primeiro time da zona de classificação, derrotado por um contundente 3 a 0 na última quinta-feira, no Mineirão.

Nessa situação confortável, carimbar a vaga para a Copa do Mundo de 2018 é mera formalidade e a principal importância desse jogo para o Brasil é confirmar a retomada sob comando de Tite.

Por ironia do destino, o próximo adversário será justamente um dos responsáveis pela chegada do ex-treinador do Corinthians ao cargo: foi com derrota por 1 a 0 para o Peru que o Brasil caiu na primeira fase da Copa América do Centenário, tornando praticamente inevitável a demissão de Dunga.

Por ironia do destino, Tite igualou logo nos seus primeiros jogos a marca de cinco vitórias seguidas da primeira passagem do capitão do tetra à frente da da seleção, nas eliminatórias para o Mundial de 2010.

Um triunfo em terras peruanas pode deixar essa sequência no nível da celebrada seleção de 1970, que foi para o México com seis vitórias em seis jogos na fase classificatória.

- Recorde da geração do tri à vista -Na época, as eliminatórias eram concentradas apenas em pouco mais de um mês, em julho e agosto de 1969, e o técnico era João Saldanha, substituído por Zagallo na campanha do tri.

O Brasil enfrentou três seleções (Paraguai, Colômbia e Venezuela) em jogos de ida e volta e garantiu presença no México com 100% de aproveitamento, 23 gols marcados e apenas dois sofridos.

Com Tite no comando, os tempos são outros, o formato também, e a seleção conta com uma constelação de craques como Pelé, Tostão, Rivellino ou Jairzinho.

Mesmo assim, o balanço depois de cinco jogos é digno de elogias: foram 15 gols marcados, média de três por partida, e apenas um sofrido.

O 'chocolate' na Argentina na última rodada encheu a equipe de confiança e ainda ajudou a curar as feridas do fatídico 7 a 1, dois anos e meio depois da humilhação diante da Alemanha na semifinal da Copa de 2014, no mesmo estádio do Mineirão.

Neymar venceu com louvor seu duelo particular com Lionel Messi, seu companheiro de clube no Barcelona, e aproveitou para alcançar mais uma marca impressionante: seu gol de número 50 em 74 jogos com a 'amarelinha', com apenas 24 anos de idade.

Com todos esses números expressivos, a seleção peruana, que ocupa apenas a oitava posição das eliminatórias, pode parecer presa fácil, mas os comandados do 'Tigre' Ricardo Gareca mostraram na última rodada que ainda são capazes de rugir.

Na última quinta-feira, voltaram a sonhar com a primeira participação em uma Copa do Mundo desde 1982 com a vitória histórica por 4 a 1 sobre o Paraguai, em pleno estádio Defensores del Chaco de Assunção.

- Cueva e Guerrero no ataque peruano -Apenas três pontos atrás Chile, último da zona de classificação (em quinto lugar, que dá direito à repescagem), o Peru entrou de vez no bolo de países que brigam pelo passaporte para a Rússia.

O grande destaque da goleada de virada sobre os paraguaios foi o meia Christian Cueva, do São Paulo.

O Brasil enfrentará outro 'velho conhecido', o atacante Paolo Guerrero, hoje no Flamengo, que foi o grande herói da principal conquista de Tite como treinador: o Mundial de Clubes de 2012, com o Corinthians.

Realista, Gareca, que foi técnico do Palmeiras em 2014, antes de assumir a seleção peruana, sabe que sua tarefa não será nada fácil.

"Vamos enfrentar um Brasil que vem com uma efetividade notável. Se quisermos ganhar, temos que mostrar nossa melhor expressão e nos desdobrar na defesa e no ataque para amenizar o poderio do adversário", analisou o treinador argentino.

"O Brasil é um adversário complicado e vamos jogar com o coração, deixando tudo em campo. Temos que nos acostumar a sermos vencedores", concordou Cueva, que já marcou contra o Brasil na Copa América de 2015, no Chile (vitória brasileira por 2 a 1).

O zagueiro Christian Ramos, que terá a difícil tarefa de marcar Neymar, lembrou que outros jogadores brasileiros podem fazer a diferença.

"Temos que tomar cuidado com os 11 jogadores do Brasil. Você pode até marcar Neymar, mas aparece outro para desequilibrar", analisou.

Em Lima, os peruanos contarão com apoio de sua torcida e devem dar mais trabalho do que no primeiro turno, quando perderam por 3 a 0, na Fonte Nova, no último jogo do Brasil em 2015.

O duelo de terça-feira terá um sabor diferente para Daniel Alves, que vestirá a camisa da seleção brasileira pela centésima vez.

"Sem dúvida essa partida contra o Peru vai ser muito especial para minha carreira", disse o lateral direito.

A única mudança em relação à escalação usada contra a Argentina deve ser a presença de Filipe Luís na lateral esquerda, no lugar de Marcelo, suspenso.

Prováveis escalações:

Peru: Pedro Gallese - Aldo Corzo, Christian Ramos, Alberto Rodríguez, Nilson Loyola - Pedro Aquino, Yoshimar Yotún, André Carrillo, Joel Sánchez (Andy Polo) - Christian Cueva y Paolo Guerrero. T: Ricardo Gareca.

Brasil: Alisson - Daniel Alves, Miranda, Marquinhos, Filipe Luís - Fernandinho, Paulinho, Renato Augusto - Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus. T: Tite.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo