Esporte

Rússia-2018: Argentina e Chile lutam à distância para sobreviver nas eliminatórias

14/11/2016 15h31

Montevidéu, 14 Nov 2016 (AFP) - À beira do abismo, a seleção argentina tentará se recuperar da derrota contundente para o Brasil nesta terça-feira, diante da perigosa Colômbia, pela 12ª rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia-2018.

O Chile, que também se encontra em situação delicada, terá outro duelo complicadíssimo, com o vice-líder Uruguai.

Depois de perder por 3 a 0 o clássico de quinta-feira, no Mineirão, o craque argentino Lionel Messi não mediu palavras: "Quando a cabeça não está bem, as pernas não respondem. Temos que pensar positivo para mudar essa situação de merda".

Ver o cinco vezes melhor do mundo abandonar o discurso tímido e contido para falar com tamanha sinceridade é um sinal de que a coisa realmente está feia para os 'Hermanos'.

Os comandados de Edgardo Bauza estão fora da zona de classificação, com 16 pontos, um atrás de Chile e Equador e dois a menos que a Colômbia, que pode até ultrapassar na tabela se derrotá-la em casa nesta terça-feira, em San Juan.

Ou seja: olhando para a tabela, a situação chega a ser tão desesperadora. O que preocupa é o nível de jogo fraquíssimo exibido nas últimas partidas, principalmente contra o Brasil, apesar do retorno de Messi, que não havia disputado as três rodadas anteriores.

"Temos que arriscar e ganhar", afirmou Bauza, ciente de que sua equipe precisa mudar radicalmente de postura.

Paraguai busca oxigênio na altitudeDiante do Uruguai, que, como o Brasil, já está praticamente classificado para o Mundial russo, o Chile se encontra em outra dinâmica.

Chegou a ficar longe da zona de classificação, mas alcançou o quinto lugar, sinônimo de repescagem, depois de recuperar dois pontos 'no tapetão', com a punição da Bolívia por escalar um jogador de forma irregular.

Na última quinta-feira, a 'Roja' segurou um valioso empate sem gols com a Colômbia, em Barranquilla.

Como os 'Hermanos', os atuais bicampeões continentais terão o apoio de sua torcida, em Santiago, e voltam a contar com o atacante Alexis Sánchez, recuperado de lesão.

O Uruguai também deve ter um 'reforço' de peso, o atacante Edinson Cavani, que cumpriu suspensão na vitória por 2 a 1 sobre o Equador.

Seu companheiro de ataque na 'Celeste', Luis Suárez, ainda corre atrás da artilharia histórica das eliminatórias, que divide hoje com o argentino Hernan Crespo, com 19 gols marcados.

Sensação do início das eliminatórias, o Equador ficou sob ameaça dos perseguidores depois da derrota em Montevidéu e precisa vencer Venezuela em casa para se manter na zona de classificação.

Já o Paraguai precisa se recuperar da sonora goleada de 4 a 1 que sofreu em casa diante do Peru, diante de uma Bolívia que amarga a lanterna, mas conta com um 'aliado' de peso, a altitude de 3.600 m de La Paz.

"Pela experiência que tenho de jogar na Bolívia, e desumano joga aqui, mas é o que temos pela frente. Temos que fazer o possível para pontuar", admitiu o atacante paraguaio Nelson Haedo Valdez.

- Jogos de terça-feira pela 12ª rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018:

Em La Paz (18H00): Bolívia - Paraguay

Em Quito (19H00): Equador - Venezuela

Em Santiago (21H30): Chile - Uruguai

Em San Juan, Argentina: (21H30): Argentina - Colômbia

Em Lima (0H15 de quarta-feira): Peru - Brasil.

-- Classificações:

- Pts J V E D Gp Gc SG

1. Brasil 24 11 7 3 1 26 9 +17

2. Uruguai 23 11 7 2 2 23 8 +15

3. Colômbia 18 11 5 3 3 15 12 +3

4. Equador 17 11 5 2 4 19 16 +3

5. Chile (*) 17 11 5 2 4 18 16 +2

6. Argentina 16 11 4 4 3 11 12 -1

7. Paraguai 15 11 4 3 4 11 16 -5

8. Peru (*) 14 11 4 2 5 18 18 0

9. Venezuela 5 11 1 2 8 14 26 -12

10. Bolívia (*) 4 11 1 1 9 9 31 -22

(*) A FIFA puniu a Bolívia com derrotas por 3-0 para Peru e Chile por ter escalado um jogador de forma irregular.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo