Esporte

Ex-chefão do futebol equatoriano condenado a 10 anos de prisão

19/11/2016 07h48

Quito, 19 Nov 2016 (AFP) - O ex-presidente da Federação Equatoriana de Futebol (FEF) Luis Chiriboga foi condenado a 10 anos de prisão por lavagem de dinheiro, anunciou na sexta-feira o procurador-geral Galo Chiriboga.

O ex-tesoureiro da FEF Hugo Mora, considerado coautor do crime, recebeu a mesma sentença, enquanto o ex-contador Pedro Vera foi condenado a três anos e quatro meses de prisão por ser considerado cúmplice.

Os três ex-dirigentes foram investigados após o escândalo mundial conhecido como 'FIFAgate', que explodiu em 2015.

O procurador informou que um tribunal de Quito também ordenou a apreensão de todos os bens dos três condenados. De acordo com a justiça, a lavagem de dinheiro superou seis milhões de dólares.

Além disso, os ex-dirigentes terão que pagar multas no dobro do valor do crime.

Os três condenados podem apelar da sentença em primeira instância.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo