Esporte

Para Wenger, PSG vem 'encontrando equilíbrio'

22/11/2016 16h45

Londres, 22 Nov 2016 (AFP) - O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, afirmou nesta terça-feira que o adversário do clube londrino nesta quarta nas Liga dos Campeões, o Paris Saint-Germain, vem "encontrando equilíbrio" sob o comando de Unai Emery, após um início de temporada de tropeços.

- O objetivo do Arsenal é terminar na primeira colocação do grupo?

"Acho que as duas equipes fizeram o dever de casa até agora. Terminar em primeiro significaria ter feito o dever de casa até o fim e de maneira convincente. É um verdadeiro luxo poder estar classificado com antecedência. No ano passado, tivemos que lutar até o fim. Nesta temporada, podemos garantir o primeiro lugar após cinco rodadas. Isso significa que fizemos muito bem nosso trabalho".

- Você encara este jogo como um final?

"É claro. As duas equipes já estão classificadas e o vencedor sem dúvida será o primeiro colocado. É uma verdadeira final. É preciso abordar esse jogo de maneira séria, principalmente na defesa. O PSG é uma equipe que gosta do jogo ofensivo, nós também. Foi um jogo aberto e interessante no primeiro confronto, acho que será assim novamente".

- Você vai de Olivier Giroud ou Alexis Sánchez contra o PSG?

"Eu não decidi ainda. A ideia é que são jogadores de estilos diferentes. Isso dita nosso jogo. Meu trabalho é fazer essas escolhas. É a mesma coisa todas as semanas".

- Você percebeu alguma evolução no PSG ou em sua própria equipe desde o primeiro confronto (1-1)?

"Na partida de ida, o PSG fez contra nós sua melhor partida do início de temporada. Já nós não estávamos no nosso melhor nível e contamos com um grande goleiro (Petr Cech) para nos salvar. Tivemos empates que foram lucro. Agora é a chance de mostrar que progredimos. O PSG, no campeonato nacional, acho que ainda não se sente pressionado a ganhar os jogos. É difícil de julgar esse time no Campeonato Francês. Acho que vamos julgá-los mais pelas atuações em competições europeias. Vamos poder ver melhor o potencial do PSG em jogos como o de amanhã".

- É possível perceber a marca do técnico Unai Eméry na equipe?

"Sim, mas acredito que, no início, ele tentou encontrar um jeito de juntar o estilo antigo com o novo. Isso está se misturando aos poucos e ele vai encontrando um equilíbrio".

- Qual torneio traz mais pressão por resultado, a Champions ou a Premier League?

"O que está em jogo é tão importante a cada partida da Premier League que acho que não tem diferença. A tensão é a mesma. É muito interessante viver isso, mas é também extremamente difícil. Antigamente, era possível respirar um pouco na Premier League, agora não dá mais".

Respostas colhidas em coletiva de imprensa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo