Esporte

DIS pede 5 anos de prisão para Neymar no caso da contratação

23/11/2016 12h07

Madri, 23 Nov 2016 (AFP) - O grupo brasileiro DIS pediu cinco anos de prisão para o craque brasileiro Neymar e que ele seja impedido de jogar profissionalmente durante o tempo de sua condenação por delitos de corrupção e fraude no relativo a sua contratação pelo Barcelona.

O grupo DIS, antigo detentor de parte dos direitos do jogador, também pede cinco anos pelos mesmos delitos para os pais do jogador, o atual presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, e seu antecessor, Sandro Rosell.

"O DIS pede à justiça espanhola que Neymar e Bartomeu sejam condenados pelos delitos de fraude e corrupção, por um lado a penas de prisão que possam alcançar os cinco anos (...) e, por outro, que sejam desabilitados para que o sr. Bartomeu não possa continuar sendo presidente do Barça nem Neymar Jr. continue jogando profissionalmente na União Europeia", afirmou à imprensa Eliseo M. Martínez, um dos advogados da companhia brasileira.

"Nós nos sentimos traídos por Neymar e sua família", declarou o diretor executivo da DIS, Roberto Moreno, que se sente prejudicado pela operação de transferência do jogador para o Barcelona.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo